27/02/2015 22h44min - Geral
7 anos atrás

Athenas cassa mais dois vereadores e um sobrevive graças liminar aqui em Naviraí

cassação

arquio ► Chagas Elias foram cassados na tarde desta sexta- feira

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A tarde desta sexta-feira entrou para o história da Naviraí com a cassação de mais dois vereadores envolvidos em suposto envolvimento de corrupção e falta de decoro e um foi salvo, por enquanto, graças à uma liminar. Este é o resultado da Operação Atehenas que iniciou no começou de outubro e levou para a cadeia vários vereadores aqui de Naviraí. "Este é o respingo da Athenas", comentou um morador presente na sessão desta sexta Os vereador Elias Alves e Wanderley Chagas, foram cassados em uma sessão que reuniu autoridades, presidente de bairros, eleitores e imprensa da região, já Gean Volpato através de uma liminar conseguiu que seu processo de cassação fosse adiando para outra data. Este fato aqui em Naviraí, apontado como inédito no estado teve grande repercussão na mídia estadual, uma vez que os treze apontados nas últimas eleições como os mais votados estão afastados daquela Casa de Leis. A sessão que cassou os vereadores foi presidida pelo vereador Benedito Messias foi tranquila, com poucas interferências da população que lotou a câmara municipal. O primeiro a ser levado a votação foi Elias Alves, tendo seu advogado João Guedes Rorato usado quase meia hora para afirmar que seu cliente era inocente e que caso fosse cassado a Casa estaria cometendo uma grande injustiça, pois segundo ele, não haviam provas que incriminasse Elias ou seu envolvimento com atos que ao levasse a falta de decorro. João chegou a dizer aos vereadores que tivesse calma e que fossem dormir com a consciência tranquila alertando para que ninguém tivesse pesadelos a noite. Mas seu argumento não surtiu efeito e Elias foi cassado por 12 votos a favor. Já a situação de Wandeley Chagas foi menos polemica, uma vez que ele não mandou advogado e na votação final o placar foi de 12 votos pela sua cassação. Com este processo agora já estão efetivados os vereadores "Bolacha" e "Gil do Taxi". Nenhum dos dois quiseram falar com a imprensa, somente o presidente Bendito Messias falou ao jornalcorreiodosul agradecendo a presença da população e elogiando o comportamento de todos. "Posso dizer que foi uma reunião tranquila", avaliou o presidente Segundo informações o prazo para o término dos trabalhos da Comissão Processante e para julgar o vereador Gean Volpato em plenário termina no dia seis de março. Informações veiculadas na imprensa local afirmam que a promotora Letícia Ferreira, que esteve presente na sessão, vai se reunir na segunda-feira com o promotor Paulo Riquelme, para que possam estudar uma forma de ingresso com recurso da decisão do juiz Eduardo Magrinelli Júnior, junto ao Tribunal de Justiça (TJ-MS), em Campo Grande. A população que lotou o plenário e montou barracas em frente a câmara comemorou a decisão dos vereadores. Lourdes Virote que passou a dia todo colhendo assinatura para um documento que será encaminhado a Justiça, disse a nossa reportagem que estava contente com o resultado da votação. " Chega...este é o momento de mostrar para o Brasil que aqui em Naviraí não tem ninguém bobo e que queremos o melhor para nossa cidade", resumiu Lourdes. Algumas pessoas saíram decepcionadas, pois esperavam que a situação Gean Volpato também decidida nesta sessão. "Essa eu não entendi", disse uma senhora ao deixar a câmara municipal