25/10/2016 14h33min - Geral
5 anos atrás

Candidato a vereador perde e dá calote em cabos eleitorais em Naviraí

O candidato ficou em débito totalizando mais de cinco mil

Ilustração ► Candidato a vereador perde e dá calote em cabos eleitorais em Naviraí

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Candidato a vereador derrotado nas últimas eleições, que auto se denominava nas redes sociais o fiscal e vereador voluntário, ficou inadimplente com seus 15 cabos eleitorais, e os culpou de ter perdido a eleição. De acordo com alguns cabos eleitorais que procuraram o site msverdade esta semana, foi acordado durante a campanha que seria pago a quantia de 500 reais, em um trabalho de um mês, mas às vésperas da eleição, no sábado dia 01, foi entregue, após cobrança dos mesmos, a quantia de apenas 100 reais para cada um dos 15. Na segunda feira, um dia após o pleito e constatação de sua rejeição nas urnas, foi levado na casa de cada cabo eleitoral a quantia de apenas 50 reais, totalizando por um mês de trabalho, apenas 150 reais. O candidato ficou em débito de 350 reais com cada pessoa, dos 15, totalizando mais de cinco mil que, segundo algumas das pessoas que pediram para não serem identificadas, a quantia está praticamente perdida. Ainda de acordo com uma das pessoas lesadas, o candidato, em ligação telefônica, ofendeu seu pessoal, que caminhou diariamente por um mês pedindo votos ao mesmo, dizendo por telefone, segundo o apurado, ao seu coordenador, após intensa cobrança:" Leva logo 100 reais pra essas negas ficarem quietas", num ato de racismo". Ninguém quis representá-lo na delegacia, não por falta de provas, mas por medo de alguns de seus amigos. O cidadão alegou a uma delas que o candidato a prefeito Izauri não ajudou ele em nada, o que foi desmentido pela coordenação do prefeito eleito em seu comitê, que deram sim, 15 mil reais para que o mesmo pudesse bancar seus cabos eleitorais. Candidato a vereador ficou conhecido em Naviraí por postar vídeos absurdos de denúncias contra o prefeito Léo Matos, e tentou manipular a opinião pública através de redes sociais, se colocando como mártir da salvação e paladino da honestidade, cabe ressaltar. Mas o povo o rejeitou nas urnas. MSVerdade