28/08/2017 08h42min - Política
4 anos atrás

Depois da tempestade, PMDB insiste em André para governo

André Puccinelli

Valdenir Rezende/Correio do Estado ► André, abraçado com deputado Carlos Fernandes e Marun atrás, continua sendo nome para sucessão.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A tempestade de denúncias contra as principais lideranças do País e, particularmente, de Mato Grosso do Sul pode mudar o rumo da discussão do processo eleitoral de 2018. O PMDB ainda aposta no ex-governador André Puccinelli para concorrer à sucessão estadual. Isso está condicionado, no entanto, ao desfecho das investigações da Lama Asfáltica, realizadas pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela Polícia Federal (PF). As últimas pesquisas ainda mostram a potencialidade de André numa disputa eleitoral para governador do Estado. Ele conta com a simpatia de uma grande parcela do eleitorado, ao lado do atual governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), e do juiz federal Odilon de Oliveira. Em novembro, André assume posição de comando no PMDB. Ele estará à frente das articulações políticas para as próximas eleições. E o nome dele estará na ponta da lista dos prováveis pré-candidatos do partido a governador. CorreiodoEstado