20/12/2019 09h04min - Especiais
11 meses atrás

Dourados celebra 84 anos com transformação imobiliária e anúncio de novo shopping

Dourados celebra nesta sexta-feira (20) o aniversário de 84 anos de emancipação político-administrativa

Dourados News ► Parabéns Dourados 84 anos emancipação político-administrativo

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Dourados News


Dourados celebra nesta sexta-feira (20) o aniversário de 84 anos de emancipação político-administrativa. Para empreendedores que têm ajudado a construí-la no dia a dia com trabalho e dedicação, existe muito para comemorar.

Mas o futuro próximo deve ser ainda melhor com uma revolução imobiliária que vai solidificar a maior e mais populosa cidade do interior de Mato Grosso do Sul como referência nacional.

Projetos anunciados ao Dourados News pelas principais construtoras e incorporadoras da cidade mostram que haverá urbanização de novas regiões no perímetro urbano, serão aplicadas cada vez mais tendências modernas nos conceitos de loteamentos populares e condomínios de alto padrão, e a cereja do bolo é o shopping center de mais de 40 mil metros quadrados cujas obras de construção devem iniciar em 2021.

Valdemir Messias, o Pineca, sócio-fundador da São Bento Incorporadora, nascida em Naviraí, trouxe a empresa para Dourados há cinco anos por considerar essa cidade, além de acolhedora, estrategicamente um lugar melhor para logística, com ampla prestação de serviços.

Desde então, a empresa tem ajudado a transformar vidas com empreendimentos imobiliários voltados para todas as classes sociais. E os projetos futuros incluem o desenvolvimento de uma cidade planejada em direção ao Aeroporto Regional Francisco de Matos Pereira.

Sócio-diretor da São Bento, Victor Messias garante que isso não é apenas uma intenção, mas fruto do trabalho de pelo menos quatro anos de planejamento. “A partir do ano que vem a gente vai começar a colocar em prática aprovando projetos para lançar e já desenvolver Dourados naquela região”, assegura.

Segundo ele, uma parte será de loteamentos abertos e outra de condomínios fechados. “Mas o conceito do projeto já começa diferente. Tivemos uma experiência muito bacana no Hectares, na Avenida Dom Redovino, e o estilo de projetar é pensado totalmente na experiência do morador quando ele entra no condomínio não para visitar, mas para morar.

Como essa pessoa vai se sentir, o que vai usar, o que precisa para qualidade de vida dela e até logística. A gente pensa em tudo isso e já coloca no projeto. São loteamentos abertos e condomínios fechados do jeito que o pessoal já está acostumado no formato, mas o jeito de desenvolver o produto é totalmente diferente”, explica Victor.

Pineca descreve que haverá residências e área comercial, tudo com cabeamento de energia elétrica subterrâneo, caso a Energisa aprove. “Temos uma área grande de praticamente 1,2 mil hectares onde faremos um bairro novo já com toda a mobilidade urbana, um novo conceito com vias mais largas, acessibilidade para fluxo de trânsito”, elenca.

Shopping center

Nesse amplo projeto, a cereja do bolo é o shopping center planejado para ser vizinho do Cerrado Brasil, que já recebeu parecer favorável do Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano no dia 12 de dezembro. Na publicação do Diário Oficial do Município, a localização indicada para esse empreendimento é a Rua Albino Sotolani, Lote: Área 01A, Quadra: 02, Residencial Monte Carlo. ZEII - Eixo Principal, divisa com AR I.

“É um projeto bem complexo. Nós começamos a fazer essa movimentação há um ano e nos seis meses recentes demos velocidade maior para esse projeto, com pesquisas, levantamentos. Agora, em 90 dias, concluímos todas essas pesquisas que começamos a mexer na parte arquitetônica. A gente acredita conseguir lançar as obras para 2021”, detalha Pineca sobre o espaço que deve ter mais de 40 mil metros quadrados de área construída.

Segundo Victor, isso é parte do planejamento de uma cidade inteligente. “A gente tem visto que Dourados tem potencial muito grande e esse eixo entre a parte urbanizada e o aeroporto tem desenvolvido numa velocidade legal, mas tem muito potencial para ser desenvolvido também.

No presente tem todo o entorno de poder aquisitivo de pessoas para comprar ali e para os loteamentos a gente vê configuração de áreas grandes em que podemos desenvolver projetos diferentes. Vem bastante coisa diferente no jeito de desenvolver”, anunciou.

Novas Tendências

Responsável pelo relacionamento da Corpal Incorporadora e Construtora com todas as imobiliárias que comercializam produtos da empresa, o gerente comercial Henrique Brandão Moura ressalta que foram trazidos para Dourados conceitos presentes em grandes centros urbanos do Brasil, algo que torna essa terra uma referência nacional.

“A Corpal nasceu em Dourados. Tem apenas 11 anos e nesse período fez 15 empreendimentos no município. Ao todo são 22 empreendimentos em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, com projeto para atuar em quatro estados e em mais de 20 cidades importantes.

Mas Dourados é nossa casa, nascemos aqui e a gente acredita muito na cidade, nossa sede está aqui. Já são quase 5 mil famílias beneficiadas com os produtos Corpal e vamos continuar expandindo, temos vários projetos em estudo e desenvolvimento porque acreditamos muito no potencial da cidade”, destaca.

Henrique informa que a cada empreendimento lançado, é feito estudo para que contribua com a vida das pessoas de maneira sustentável, visando preservar o meio ambiente e beneficiar a comunidade.

“Sempre procuramos contratar empresas locais, só se não tiver alguma que consiga nos atender”, comenta, citando ainda os projetos sociais da Corpal, como o Instituto Fuziy, com polos no Parque das Nações e na Reserva Indígena, que rendeu à empresa recente prêmio de amiga da criança.

Qualidade de Vida

Com empreendimentos voltados às mais variadas classes sociais, a exemplo de condomínios de luxo como o Porto Madero e os loteamentos populares Vival dos Ipês (no prolongamento da Rua Coronel Ponciano) e Vival Castelo (no prolongamento da Avenida Marcelino Pires), a Corpal agora estuda outras áreas para investir em Dourados. Por questões de mercado, Henrique não entra em detalhes, mas anuncia as novas tendências que devem ser aplicadas.

“Sempre que vamos lançar um produto fazemos uma pesquisa de mercado para entender o que a população em volta precisa, para desenvolver algo que vá atender essa necessidade e levar qualidade de vida para essas pessoas.

A gente vê hoje necessidade que todo mundo quer mais segurança e espaço de convivência para brincar com seus filhos, com família, amigos, para ter momentos de prazer.

A gente quer levar esse conceito que às vezes só gente de alto poder aquisitivo consegue comprar para que quem não tem o poder aquisitivo tão alto também possa desfrutar dessa mesma qualidade de vida. A gente tem pensado hoje em levar o acesso a toda essa qualidade para quem também não tem um poder aquisitivo tão alto”, revela.

Ele cita ainda um empreendimento de 25 lojas no Porto Madero, cujas obras terão início em 2020, além de terrenos comerciais na frente que vão contribuir para a região dos condomínios.

Inovação

Segundo Carlos Eduardo Souza, supervisor de marketing da Corpal, quem mora ou pretende viver em Dourados pode esperar pelo melhor, porque inovação é algo que a empresa tem na essência.

Ele menciona como exemplo o loteamento Vival dos Ipês, lançado em 2014. “Foi um marco para a Corpal e para Dourados por vários motivos. Vendeu 917 lotes em dois dias. Isso demonstrou a demanda que existia de pessoas necessitando de moradia e a Corpal colaborou com isso.

E também pelo fato de ser a primeira construtora de Dourados a lançar empreendimento com entrada parcelada e 144 parcelas para pagar os terrenos. Isso não existia na cidade”, recorda.

Para o supervisor de marketing, isso demonstra uma preocupação dos diretores da empresa em trazer o desenvolvimento para cidade. “Lançou mais barato e deu condições para as pessoas comprarem.

A prova de que isso deu certo é só visitar a região e ver o quanto desenvolveu, deu muito certo, prova de que havia famílias com esse anseio de comprar a casa própria e sem condições. É um bairro novo, mas já tem de tudo, farmácia, mercado, empresas, desenvolveu muito rápido. Mostra que a Corpal acredita e tem um carinho muito grande por Dourados”, ressalta.

Parabéns, Dourados!

Para esses empreendedores que têm ajudado no desenvolvimento de Dourados com trabalho e dedicação no dia a dia, o município merece mesmo os parabéns pelos 84 anos de emancipação político-administrativa.

“Atuamos em sete cidades de Mato Grosso do Sul e uma de Mato Grosso, mas Dourados é diferenciada por ser muito dinâmica, as coisas acontecem muito rápido. Dourados transformou a São Bento, porque mesmo no nosso trabalho de 15 anos, a São Bento faz 15 anos no ano que vem, nós sempre fizemos coisas arrojadas, porém, Dourados abriu caminho para fazermos coisas mais arrojadas ainda, agora de nível nacional.

Então Dourados transformou o jeito da São Bento pensar e a gente vai devolvendo isso através de projetos que cabem na cidade com a qualidade de vida que as pessoas podem até pensar que não funcionem aqui, mas que funcionam”, pondera Victor Messias.

Seu sócio na São Bento, Valdemir Messias, o Pineca, reforça esse propósito de inovar e estimular o crescimento da cidade. “O Hectares foi o primeiro loteamento com cabeamento de energia subterrânea no Estado a ser aprovado na Energisa. Gostamos de constantemente buscar coisas novas.

Com essas coisas novas que a gente tem feito dá uma cara nova para Dourados também, em todas as classes, para que as pessoas vivam numa cidade diferente. E nós fazendo isso, acredito que muitas outras empresas serão estimuladas a fazer o mesmo”, diz.

Henrique Brandão Moura afirma que o empenho da iniciativa privada em ajudar a desenvolver novos bairros, com qualidade de vida melhor, faz a cidade ser uma referência. “Só a Corpal fez cinco condomínios fechados. Quantas cidades no Brasil têm tudo isso de condomínio fechado? Quando o investidor vê essa quantidade de condomínios fechados e bairros planejados, percebe que a cidade é diferente. Tudo isso acaba atraindo outros investidores”, assinala.

Para o gerente comercial da Corpal, esse desenvolvendo constante de bairros movimenta a economia, com contratação de mais mão-de-obra, compra de material, e tudo isso vira atrativo para outras empresas virem para a cidade. “Dourados é uma cidade com muito potencial, a Corpal acredita muito e que todos possam acreditar porque quem faz a cidade são as pessoas. Se todo mundo acreditar e der o seu melhor pela cidade, a gente terá um futuro brilhante”, finaliza.

Dourados News