29/10/2014 13h22min - Geral
7 anos atrás

Estudos mostram que vereadores mais votados em Naviraí estão presos

mais votados

arquivo JCSul ► Carlão que teve 985 é um dos vereadores que continua preso no presidio local

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Uma análise feita com os dados disponíveis no TRE/MS, mostram que os vereadores mais votados nas últimas eleições para prefeito e vereadores estão presos aqui em Naviraí. Uma demonstração de traição aos milhares de eleitores que votaram neste candidatos. Conforme dados do TSE-Tribunal Superior Eleitoral, Adriano Silvério (preso) aparece como o mais votado com 1.927 votos, Gean Volpato 1.062, seguido por Marcus Douglas (preso) com 1.040 votos, Carlos Alberto Sanches ( Carlão do Escritório) (preso) com 985 votos, em quinto lugar vem Cicero dos Santos, (Cicinho do PT) (preso) com 974 votos. Na sequência vem Zé Roberto com 923 votos, em seguida Odair Gallo com 856, Solange Olimpia de Castro Melo (Solange Melo) (presa) 807 votos, logo vem Elias Alves com 791 votos, Jaime Dutra 737 votos, o atual presidente Moacir Andrade 653 votos, Vanderlei Chagas tem 601 e Mario Gomes 600 votos. Dos 13 vereadores 5 continuam presos após a Operação Athenas, desencadeada pela Policia Federal no último dia 8 de outubro quando todos foram levados para depor na Federal, alguns ficaram presos e outros foram liberados. A acusação que pesa em toda Casa Legislativa é de formação de quadrilha, peculato, diárias irregulares entre outros crimes. Recentemente todos foram denunciados pela promotoria, cabendo ao juizado da comarca aceitar ou não as alegações para tomar as providencias cabíveis, proporcionando a todos oportunidade de defesa. Continuam presos, juntamente com assessores e empresários da cidade os vereadores Carlão, Solange, Cicinho do PT, Adriano e Marcus Douglas. Marcus como tem nível superior está preso em casa. Segundo publicações na imprensa estadual, as vantagens ilícitas eram auferidas de várias maneiras: exigência de propina a empresários para modificação da legislação municipal, a fim de possibilitar o exercício de atividade comercial (corrupção passiva. Emissões fraudulentas de diárias a vereadores e funcionários da Câmara (peculato); fornecimento de combustível pago pelo dinheiro público aos vereadores, funcionários da Câmara, parentes e amigos dos mesmos (peculato); fraude em procedimento licitatório (que beneficiava vereadores e terceiros) e lavagem de dinheiro (através da loja Bogdana by Maynara, de propriedade da denunciada Mainara Géssica Malinski, esposa do vereador Cícero dos Santos. Segundo Informações na semana passada Marcus Douglas chegou a ser levado para Campo Grande onde ficaria preso em uma cela especial no Quartel da Policia Militar, mas por força de um despacho da Justiça nem chegou ao local e voltou novamente para Naviraí para continuar preso em casa.