O assunto é: Geral

01/08/2019 - 08:33

Vereador da PB integra quadrilha que perdeu R$ 70 milhões em contrabando

[ FOTO: Henrique Kawaminami ] Delegados da PF e PRF durante coletiva hoje, em Campo Grande

Três pessoas, entre elas, um vereador da Paraíba, ainda são procurados na operação da PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) desencadeada em MS e mais dois estados. O grupo é investigado há um ano e, desde então, as policias apreenderam o equivalente a R$ 70 milhões em cigarros contrabandeados. A operação foi detalhada em coletiva há pouco, com o superintendente da PF, Cleo Mazzotti, o superintendente regional da PRF em MS, Luiz Alexandre Gomes e chefe da Delegacia de Combate aos Crimes Fazendários, Glauber Fonseca. Em julho de 2018, um caminhão de mudança foi apreendido carregado com cigarro contrabandeado. A carga ilegal estava escondida entre os móveis transportados. O tipo de transporte chamou a atenção e a polícia ampliou a investigação para averiguar se a prática era recorrente. Na investigação, a PF identificou que a carga vinha sempre de Ponta Porã e seguia para São Paulo e estados do Nordeste. Duas cargas foram apreendidas no decorrer do ano, em Minas Gerais e Goiás. “Desde o começo havia indício de participação de agentes públicos”, disse Mazzotti. Os PRFs, identificados como Alaércio Dias Barbosa e Moacir Neto receberiam propina para facilitar a passagem da carga. As cargas apreendidas durante a investigação haviam passado no posto e no horário de trabalho deles, em Dourados e Rio Brilhante, respectivamente. O superintendente da PRF disse que a dificuldade foi identificar a participação dos policiais, porque eles eram muito cuidadosos no esquema com os contrabandistas. Além disso, o grupo contratava caminhões legalizados, com uma mudança real sendo realizada. No transcorrer das investigações foram 19 carregamentos apreendidos em caminhões e carretas e 26 pessoas presas. Operação – participaram da ação conjunta 65 integrantes da PF e 15 da PRF, com cumprimento de mandados expedidos pela 3ª Vara Federal de Campo Grande, na Capital, Dourados, Ponta Porã, Rio Brilhante, Embu-Guaçu (SP) e São Bento (PB).


Fonte: Campo Grande News
TAGs:  •  PF •   PRF •   MS •   cigarros contrabandeados •   Fronteira •   Brasil •   Paraguai •   Jornal Correio do Sul
Editoria: Geral

Desenvolvido por
ANSIM