11/05/2017 08h37min - Geral
4 anos atrás

Lula nega ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro em depoimento


Divulgação ► Lula durante depoimento à Justiça Federal.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Em depoimento ao juiz Sérgio Moro nesta quarta-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou ser dono do triplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. O Ministério Público Federal (MPF) o acusa de ter recebido o imóvel como parte de propina da OAS, que tinha contratos com a Petrobras. "Eu não solicitei, não recebi, não paguei nenhum triplex. Não tenho". Em outro momento do interrogatório, ele também que pretendia comprar o imóvel. "Nunca tive a intenção de adquirir o triplex." Lula negou ter orientado o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro a destruir provas documentais de supostos pagamentos de propina ao PT. "Isso nunca aconteceu e nunca vai acontecer." Com o depoimento, o processo chega à sua reta final. A partir de agora, o MPF e as defesas poderão pedir as últimas diligências. Caso isso não ocorra, o juiz determinará os prazos para que as partes apresentem as alegações finais. Em seguida, os autos voltam para Moro, que vai definir a sentença, podendo condenar ou absolver os réus. Não há prazo para que a sentença seja publicada. Assista aos vídeos da audiência no canal do Youtube do Portal Correio do Estado ou neste link. PONTOS PRINCIPAIS - Lula negou ser dono do triplex. Disse que nunca recebeu imóvel da OAS e que não tinha intenção de comprá-lo. - Confirmou que visitou o imóvel em fevereiro de 2014, porque a OAS pretendia vendê-lo para sua família. Mas disse que não orientou nenhuma reforma no imóvel. Lula afirmou que desisitu do imóvel ao vê-lo pela primeira. - Disse que Marisa Letícia voltou ao imóvel em agosto de 2014, acompanhada do filho. Segundo ele, a sua mulher não gostava de praia, mas queria investir no imóvel. - O ex-presidente criticou a denúncia do MPF: "O contexto está baseado no Power Point mais mal feito, mentiroso, da Operação Lava Jato". - Lula negou ter orientado o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro a destruir as provas documentais de supostos pagamentos de propina ao PT. - Disse que não é contra o combate à corrupção e que, quando foi presidente, aprimorou a lei de delação premiada. - Moro fez questões sobre o mensalão, mas Lula disse que falaria apenas sobre o processo do triplex. - Lula também evitou responder questões sobre o sítio em Atibaia. - O ex-presidente falou sobre nomeações políticas em estatais. Segundo ele, "não se governa sem aliança política". - Em entrevista, o advogado de Lula negou que envolvimento de Lula na questão do acervo, cuja guarda era paga pela OAS. "Ele esclareceu absolutamente tudo. Esclareceu e deixou claro que não é o dono [do triplex] e que jamais teve participação na questão do acervo". - Lula declarou a intenção se candidatar à Presidência novamente. "Depois de tudo que está acontecendo, eu estou dizendo em alto e bom som que vou querer ser candidato à Presidência da República outra vez." - O ex-presidente criticou ações de busca e apreensão na casa de seus familiares e pediu a devolução dos iPads dos seus netos, que foram recolhidos pela PF. CorreiodoEstado