29/09/2020 10h25min - Geral
6 meses atrás

Paraguai promete para esta semana decisão sobre reabrir fronteira

fronteira fechada

A.Almeida/CGNews ► Policial paraguaio vigia senhora que trabalha com entrega na fronteira

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


A esperada reabertura da fronteira do Paraguai em três cidades da Linha Internacional que são centros de compras para turistas brasileiros não aconteceu nesta terça-feira (29), mas o presidente do país vizinho promete uma decisão para esta semana.

Mario Abdo Benítez espera se reunir nos próximos dias com o presidente Jair Bolsonaro para decidir as medidas que permitirão o retorno dos brasileiros a Ciudad del Este, Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero, as duas últimas na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Na semana passada, após protestos de comerciantes fronteiriços, o governo paraguaio anunciou a reabertura parcial para entrada dos turistas brasileiros, mas a prorrogação por 30 dias do fechamento das fronteiras brasileiras atrapalhou os planos.

As fronteiras do Paraguai foram fechadas em março, logo após a OMS (Organização Mundial da Saúde) reconhecer a pandemia do novo coronavírus.

“Nesta semana teremos a data de abertura e os passos para abrir a fronteira com o Brasil em Ciudad del Este, Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero”, disse Marito Benítez, durante agenda ontem em Itapé, no Departamento de Guairá.

Liberou geral

Em Pedro Juan Caballero, o Campo Grande News mostrou na semana passada que a circulação de pessoas de um lado ao outro da fronteira aumentou consideravelmente nos últimos dias.

Nesta terça-feira (29), a situação se repete. Parte das barreiras montadas pelos militares nos acessos entre as duas cidades já foi desativada e moradores de Ponta Porã e de cidades vizinhas podem entrar livremente em território paraguaio para fazer compras.

Em alguns trechos ainda existe a cerca de arame farpado instalada em março, mas boa parte já foi retirada. Os pontos de delivery instalados em julho para entrega de mercadorias a clientes brasileiros ainda funcionam, mas a maioria dos turistas tem acesso livre ao outro lado da Linha Internacional.

O presidente paraguaio afirmou que as cidades serão responsáveis em implementar e fiscalizar as medidas sanitárias para evitar aumento do contágio pelo novo coronavírus.

Apesar do crescimento dos casos nas últimas semanas, o Paraguai continua com situação melhor que os vizinhos, segundo Mario Abdo Benítez. “Temos a menor porcentagem de mortalidade por contágios na região. Isso significa que as medidas sanitárias e o sacrifício que fizemos ajudaram a salvar vidas”, afirmou.

CAMPO GRANDE NEWS