09/05/2018 09h15min - Região
3 anos atrás

Termina nesta quarta-feira prazo para regularizar ou emitir título de eleitor


Divulgação ► TRE MS

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


Termina nesta quarta-feira (9) o prazo para transferir, atualizar ou emitir o título de eleitor. Somente estará apto a votar no pleito de outubro se estiver em situação regular. Pela Constituição Federal, a inscrição eleitoral e o voto são obrigatórios para maiores de 18 anos, e facultativos para analfabetos, maiores de 70 anos e jovens de 16 e 17 anos. Campo Grande é uma das quase 3 mil cidades brasileiras em que foi implementada a biometria obrigatória. Quem não compareceu ao mutirão da revisão biométrica, teve o título cancelado e deve procurar a Justiça Eleitoral para regularizar a situação. O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, precisa emitir o título eleitoral até 9 de maio. Esse também é o prazo para quem mudou de endereço e deseja transferir o título eleitoral. O procedimento exige a apresentação do comprovante de residência e de um documento oficial com foto em uma unidade do cartório eleitoral. Quem não votou nem justificou ausência nas últimas três eleições teve título cancelado também deve procurar a Justiça Eleitoral para regularizar a situação. Os eleitores transexuais e travestis podem solicitar, até esta quarta-feira, a inclusão de seu nome social no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018. E, ainda, que esses cidadãos atualizem sua identidade de gênero. Os ministros ainda determinaram a manutenção, no Cadastro Eleitoral, dos dois nomes, tanto o social quanto o civil. Os eleitores devem procurar pelo atendimento levando original e cópia de um documento oficial de identificação com foto, além do comprovante de residência. Homens entre 18 e 45 anos, que irão tirar o título pela primeira vez, devem levar cópia e original do comprovante de quitação militar. Como regularizar a situação eleitoral Para verificar se o seu título de eleitor está regular, basta digitar seu nome completo e sua data de nascimento diretamente na área reservada para esse fim no Portal do TSE. Existe também um atalho via Twitter (@TSEjusbr ) por meio do qual o eleitor pode consultar a situação do seu documento e tirar dúvidas por meio de um assistente virtual. Esse link também permite emitir uma certidão de quitação eleitoral. Se a situação estiver “regular”, mas o eleitor não tiver encontrado seu título, é possível baixar a versão digital do documento e apresentar na hora da votação. Basta localizar o aplicativo “e-Título” no smartphone ou tablet, e inserir as informações para obter a versão eletrônica do título.