06/08/2018 08h34min - Política
4 anos atrás

Após convenções, partidos dão início à guerra pelo comando do Estado

ELEIÇÕES 2018

Arquivo / Correio do Estado ► Simone Tebet se reuniu com apoiadores e declarou Sérgio Harfouche como vice

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Depois das convenções partidárias de sábado (4), os partidos estão prontos para começar a guerra eleitoral pelo governo do Estado. O PSDB montou exército de 14 legendas para lutar pela reeleição do governador Reinaldo Azambuja. Por causa da prisão do ex-governador André Puccinelli, o MDB perdeu dois aliados para os tucanos - Avante e PMN - e conseguiu, na última hora, o PSC do procurador de Justiça licenciado Sérgio Harfouche, indicado para vice da candidata a governador Simone Tebet. O PSDB vai a guerra eleitoral com PP, DEM, PSD, PMB, Patriota, PPS, Pros, SDD, PSB, PTB, Avante, PSL e PMN. Esses partidos estarão nas ruas e no palanque de Azambuja. O MDB vai para o campo de batalha com sete partidos dentro da coligação para defender a eleição da senadora Simone Tebet ao governo do Estado. Ela decidiu entrar na disputa no fim da semana passada depois de visitar André na prisão. O ex-governador fez apelo para Simone substituí-lo. A senadora aceitou a missão. Para defender o nome de Simone, o seu exército será composto, além do MDB, por PSC, PRTB, PR, PTC, DC (antigo PSDC), PHS. Correio do Estado