18/04/2017 13h22min - Geral
6 anos atrás

Aposentadoria feminina terá idade mínima de 62 anos, diz relator


Divulgação ► Deputado Arthur Maia, relator da Reforma da Previdência.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


O texto do relatório da Reforma da Previdência, a ser apresentado nesta quarta-feira (19) pelo deputado Arthur Maia, deve estabelecer como idade mínima para aposentadoria integral feminina pelo menos 62 anos. A informação foi anunciada em café da manhã nesta terça-feira (18) no palácio do Planalto pelo próprio relator Arthur Maia, junto do presidente Michel Temer (PMDB) e de deputados da base aliada. A redução do mínimo para aposentadoria feminina, de 65 anos na proposta inicial para 62 anos, deve buscar pelo apelo das mulheres. A mudança apresenta um recuo do governo Federal, que havia dito em seu discurso inicial que não alteraria a questão da igualação da idade mínima para aposentadoria entre homens e mulheres. A possibilidade da redução da idade mínima para aposentadoria feminina, entretanto, já era admitida pelo presidente Michel Temer, que ainda considera o teto estabelecido como uma "grande conquista". Maia também já havia adiantado na noite desta segunda-feira (17) que havia a grande chance de ser alterada a questão da idade mínima para aposentadoria feminina, em reunião com a equipe do governo e mulheres da base aliada. "O relatório está pronto, existe [apenas] uma questão referente à idade da mulher. É uma reivindicação muito afirmativa das mulheres e estamos vendo como podemos conciliar a situação da Previdência com esse tipo de mudança", disse o deputado. Segundo o deputado Carlos Marun (PMDB), presidente da comissão especial que irá votar o relatório da Reforma da Previdência, os impactos da alteração ainda estão sendo estudados. Para fazer os cálculos, a leitura do relatório, que seria apresentado na comissão nesta terça-feira, foi adiada para quarta-feira. O adiamento não deve alterar o cronograma da votação da reforma, afirma Marun. MidiaMaxNews