24/06/2021 10h15min - Geral
12 meses atrás

Assistência Social Debate Prevenção e Erradicação ao Trabalho Infantil

Debate Prevenção ao Trabalho Infantil

TCHÊ PRODUÇÕES.  ► Ações desenvolvidas durante o mês de junho buscam conscientizar a sociedade

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A Gerência Municipal de Assistência Social (GEAS) está desenvolvendo ações que visam conscientizar a sociedade em geral sobre a premente necessidade de erradicar o trabalho infantil. As atividades ocorrem em consonância com o Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, instituído em 12 de junho de 2002 pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

“O Brasil também adotou esta data para realizar a conscientização e reflexão sobre o tema, por isso, durante todo este mês de junho estamos fazendo esta mobilização em Naviraí cumprindo o papel institucional do Município na prevenção e combate ao trabalho infantil”, destaca a gerente Lucinéia Pulquério Franciscatti (Assistência Social).

O debate do assunto junto às instituições da sociedade civil e com os fóruns de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil está sendo liderado pela coordenadora Silvana Nascimbeni Maldonado (Núcleo de Proteção Social Especial da GEAS), com suporte das técnicas Estela Cabral e Débora Canzian Volpini (Referência do SUAS).

Em uma das atividades foram distribuídos jornais informativos e cartilhas explicativas. O Conselho Tutelar atuou na campanha entregando material educativo aos seus usuários, no decorrer do mês. Também foi estabelecida parceria com o Colégio Naviraí, por decisões da diretora Wânia Aparecida de Oliveira Camacho e mantenedora Elaine Cristina Camacho Cavalcante. O Colégio Naviraí se prontificou em abordar o tema com os alunos do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental. 

O resultado desta cooperação do Colégio Naviraí proporcionou uma experiência extraordinária porque rendeu boas discussões entre as crianças e os professores. “Toda criança tem direito ao lazer, à educação e à saúde, mas, nem sempre é assim, por isso, a importância dos debates promovidos”, afirma Lucinéia Pulquério Fransciscatti.

ASCOM