09/06/2016 08h46min - Geral
7 anos atrás

Brasil e Paraguai assinam acordo para construção de ponte em Porto Murtinho

Outro acordo bilateral foi assinado na área da aviação

ValterCampanato ► Os ministros das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizaga (E), e do Brasil, José Serra, durante cerimônia de assinatura de atos no Palácio Itamaraty

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Acordo para a construção de uma ponte sobre o Rio Paraguai entre as cidades de Porto Murtinho, distante 443 quilômetros de Campo Grande, e Carmelo Peralta, no Alto Paraguai, foi assinado nesta terça-feira (8) durante a primeira visita internacional recebida pelo governo interino do presidente em exercício, Michel Temer. Outro acordo bilateral foi assinado na área da aviação. O acordo para início do projeto de construção da ponte rodoviária internacional sobre o rio Paraguai foi assinado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), pelo lado brasileiro, e o Ministério de Obras Públicas e Comunicações, pelo lado paraguaio. Os custos decorrentes da elaboração dos estudos, projetos e construção da ponte serão compartilhados igualmente pelos dois país. Para o ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, a construção da ponte será “fundamental” para viabilizar a ligação rodoviária entre os portos de Santos, no Brasil, e de Iquique e Antofagasta, no Chile. “Avançar no tema da integração física com o Paraguai ajudará à integração entre nossos países, mas também ampliará a conexão do Cone Sul com o resto da América do Sul e com as regiões mais dinâmicas da economia mundial”, afirmou Serra. Além dos acordos assinados hoje, Serra informou que o Brasil pretende ampliar os negócios com o Paraguai, removendo barreiras não tarifárias e também a parceria na prevenção e combate ao contrabando, tráfico de drogas e de armas. Segundo o Itamaraty, o Brasil é o principal destino das exportações paraguaias e o principal fornecedor de produtos para o Paraguai. Em 2015, o intercâmbio bilateral alcançou US$ 3,3 bilhões. O comércio bilateral é caracterizado por elevada porcentagem de produtos de alto valor agregado. No ano passado, 93,7% das exportações brasileiras para o Paraguai foram compostas de produtos manufaturados. Midiamax