30/05/2018 08h30min - Geral
4 anos atrás

Caminhoneiros mantêm 50 pontos de manifestações em MS, segundo a PRF


Vitor Estaque/Jornal Correio do Sul ► Manifestações dos caminhoneiros em Naviraí - MS

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Mesmo após redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do diesel anunciado pelo Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), os caminhoneiros continuam com manifestação em 50 pontos de rodovias federais em Mato Grosso do Sul, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal). A greve da categoria, inicialmente contra os aumentos sucessivos do diesel, entra hoje em seu décimo dia. Somente na BR-163, são 21 pontos. Há manifesto em Mundo Novo (km 20), Eldorado (km 39), Naviraí (km 117), Juti (km 172), Caarapó (km 206), Dourados (km 256), Dourados (km 266 e km 281), Rio Brilhante (km 323), Nova Alvorada do Sul (km 373), Campo Grande (km 462, km 477 e km 492), Bandeirantes (km 550), São Gabriel do Oeste (km 614), Rio Verde de Mato Grosso (km 678), Coxim (km 730) e Sonora (km 812 e km 837). Segundo a concessionária que administra a rodovia, não há interdição. A PRF não soube informar os outros pontos que estão com manifestações. A atualização será feita no decorrer da manhã. Ontem, o governador confirmou, após reunião com representantes do setor produtivo no Parque dos Poderes, em Campo Grande, a redução de 17% para 12% na alíquota do ICMS do diesel no Estado. A medida, porém, só será aplicada se os caminhoneiros encerrarem com a greve. O último balanço das rodovias Estaduais foi ontem com 33 pontos de manifestação. O novo relatório será disponibilizado pela PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) às 9h de hoje. Durante a greve dos caminhoneiros, a PRF já escoltou 71 carretas e caminhões pelas rodovias de Mato Grosso do Sul.