28/07/2016 08h47min - Geral
7 anos atrás

Caravana em 2017 terá serviços em hospitais

Serviço Aprovado

JoãoHumberto ► Secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Com mais de 46 mil cirurgias realizadas durante sua primeira edição, sendo 37 mil de oftalmologia, a Caravana de Saúde se consagrou como maior programa de saúde regional em Mato Grosso do Sul. Em 2017, o projeto deve ser empreendido em outros moldes, usando mais a estrutura dos municípios em vez de fazer alguns procedimentos em carretas, conforme explica o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares. Ele destaca que, dependendo da demanda, as cirurgias serão feitas nas estruturas dos hospitais do interior. Em Campo Grande, por exemplo, esse procedimento não será adotado, uma vez que as unidades hospitalares da Capital “estão sob as asas da Prefeitura”. “No ano que vem, por exemplo, caso seja constatada necessidade de cirurgias vasculares para varizes em alguma cidade, nossos médicos vão até lá e executarão os serviços no hospital local. Em vez de trazer 60 pacientes para Campo Grande, levaremos cirurgiões até o interior”, afirma Nelson Tavares. onforme o secretário de Estado de Saúde, esse tipo de atendimento em que os médicos vão até as cidades para realizar as cirurgias é mais humano (Foto: João Humberto) Segundo o secretário, esse tipo de atendimento em que os médicos vão até as cidades para realizar as cirurgias é mais humano. “É claro que tem coisas que não conseguimos fazer, mas o que conseguirmos, faremos nos hospitais do interior”, admite. CARAVANA Em onze etapas, a Caravana da Saúde realizou 500 mil procedimentos. O investimento no projeto ultrapassou a marca dos R$ 75 milhões. Atualmente, a Caravana da Saúde realiza os últimos atendimentos oftalmológicos na Capital, no pátio do Hospital Regional Rosa Pedrossian. No local a população também pode realizar exames de endoscopia e colonoscopia. Desde que foi iniciada pelo governo de Mato Grosso do Sul em março de 2015, a Caravana da Saúde percorreu dez microrregiões de saúde do Estado atendendo mais de 130 mil pessoas. O programa iniciou as atividades na microrregião de Coxim e chegou, em abril passado, à microrregião de Dourados. Nesse período, foram mais de 71 mil consultas feitas e 28 mil cirurgias realizadas. CampoGrandeNews