10/07/2024 14h56min - Geral
1 semana atrás

CCJ do Senado adia votação do marco temporal para demarcação de terras indígenas

Pelo texto, indígenas têm direito a reivindicar apenas terras ocupadas antes da Constituição de 1988

J.Pereria ► Marco Temporal volta a ser discutida no Senado

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Marcada para esta quarta-feira (10), a votação do Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 48/2023, que trata sobre o marco temporal para demarcação de terras indígenas, foi adiada para outubro na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal.

Deu tempo, porém, de o relator, o senador Eperidião Amin (PP-SC),  ler seu voto favorável ao projeto. Em seguida o presidente da Comissão, Davi Alcolumbre (União Brasil - AP), deu vista coletiva a senadores da base do governo, se comprometendo a pautar o texto em outubro.

Em setembro de 2023, o Supremo decidiu, por por maioria, pela inconstitucionalidade do marco temporal. 

 O Congresso Nacional, em reação à decisão da Suprema Corte, aprovou um projeto de lei para restabelecer a tese.

Pelo texto, os povos indígenas têm direito a reivindicar apenas as terras que ocupavam ou disputavam antes da data de promulgação da Constituição, em 5 de outubro de 1988. - 

CAMPO GRANDE NEWS