03/06/2016 12h20min - Polícia
6 anos atrás

Civil conclui inquérito de furto a condomínio fechado de Naviraí

condomínio fechado

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A Polícia Civil de Naviraí, através do SIG (Serviço de Investigações Gerais) concluiu o inquérito sobre furtos que ocorreram no dia 30 de janeiro de 2016, em duas residências do Condomínio Green Park, localizado em área nobre da cidade, quando os bandidos furtaram joias avaliadas em 80 mil reais. Desde o início havia suspeita de que os crimes teriam sido cometidos por especialistas, pois, foram levadas apenas joias das vítimas e os locais não foram vasculhados pelos autores. Na tarde desta quinta-feira, 02 de junho, o delegado Edson Luiz Ruiz Ubeda, titular do 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil) de Naviraí, falou com a imprensa sobre o caso. Segundo o delegado, outro fato que também chamou atenção dos policiais é que os bandidos sabiam diferenciar joias de bijuterias, pois as bijuterias não foram levadas dos locais onde praticaram os furtos. "Eles sabiam atrás do que estavam, pois separaram e roubaram apenas as joias. Desde então passamos a realizar diligências para identificar os autores dos crimes" explicou o delegado. Durante quatro meses, foram realizadas pela Polícia Civil as oitivas de pessoas, buscas em fontes abertas, quebras de sigilos telefônicos e de dados, interceptações telefônicas, etc. Os policias descobriram que a quadrilha é formada por um grupo da cidade de Londrina (PR), sendo especialista em praticar furtos a condomínios de luxo. O grupo já atuou em cidades dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e agora em Mato Grosso do Sul. As diligências realizadas pela Polícia Civil resultaram na identificação dos autores do crime, que seriam quatro pessoas, entre elas, um morador de Naviraí que teria dado apoio e auxiliado a fuga do bando. Ele apontou que três pessoas teriam praticado o furto. Após identificar a quadrilha, a Polícia Civil localizou e prendeu em Londrina Jaider Martins de Souza, 27 anos, que seria um dos autores do crime. Ele foi transferido para Naviraí, onde está preso na penitenciária do município. Outro identificado é Rafael Cadina Dias, 33 anos, que está foragido da justiça e sua prisão preventiva foi decretada. Ele já teria cometido crime semelhante no interior de São Paulo. Uma quarta pessoa, que foi apontado como sendo o líder da quadrilha, também está sendo procurado pela polícia. OUSADIA O delegado explicou que os bandidos pretendiam furtar outras residências do condomínio, mas quando se preparavam para entrar em outro imóvel, um morador chegou e imediatamente acionou a segurança do condomínio, o que os obrigou a fugir. A ousadia era tanta que para circular no condomínio, geralmente, furtavam um veículo de uma das casas invadidas, como ocorreu neste caso de Naviraí, e caso obtivessem absoluto sucesso na empreitada criminosa, saiam do condomínio utilizando esse veículo. folhadenavirai