30/05/2019 08h49min - Geral
3 anos atrás

Com 2 votos da bancada de MS, Coaf sai do comando de Sérgio Moro


Roque de Sá/Agência Senado ► Senadora Soraya Trhonicke durante a sessão da noite desta terça-feira.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Com votos de 49 dos 78 senadores presentes, incluindo os de Nelsinho Trad (PSD) e Soraya Thronicke (PSL), o Senado decidiu que o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) ficará sob o comando do ministro Paulo Guedes, no Ministério da Economia, e não com Sérgio Moro, no Ministério da Justiça, como queria inicialmente o governo. Simone Tebet (MDB) foi a única da bancada de Mato Grosso do Sul a favor do órgão ficar sobre a responsabilidade do ex-juiz federal. Ela compôs grupo de 29 senadores que registraram voto contra a transferência do conselho para a Economia. A votação aconteceu, na noite desta terça-feira (28), depois que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez apelo aos senadores para que aprovassem MP (Medida Provisória), com a qual a administração federal foi estruturado, da forma como estava, ou seja, mesmo prevendo a derrota do governo em relação ao comando do Coaf. O presidente temia o risco da proposta expirar, invalidando por exemplo a redução no número de ministérios, de 29 para 22. O prazo para validar a organização das pastas terminaria no dia 3 de junho. Naviraí Notícias