23/07/2014 18h40min - Geral
9 anos atrás

Confira quem já é oficialmente candidato ao governo do Estado e ao Senado

oficialmente candidato

Arquivo JCSul ► Os juizes tem até dia 5 de agosto para liberar ou impugnar os registros

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Dos seis que registraram candidatura a governador de Mato Grosso do Sul na Justiça Eleitoral, um teve o pedido aprovado até esta terça-feira (22), três estão com parecer favorável da Procuradoria Regional Eleitoral, e dois aguardam o aval dos procuradores. No caso dos senadores, dois estão com pedidos deferidos, três aguardam pareceres da Procuradoria Regional Eleitoral e um ainda tem de apresentar defesa a pedido de impugnação. Professor Monje, do PSTU, é o único candidato a governador oficialmente até agora. No entanto, outros três, Nelsinho Trad (PMDB), Reinaldo Azambuja (PSDB) e Professor Sidney Melo (PSOL) estão com pareceres favoráveis. Evander Vendramini (PP) e Delcídio do Amaral (PT) aguardam parecer da Procuradoria. O relatório ajuda na decisão da Justiça e, considerando o histórico, é comum que o juiz acompanhe a opinião do procurador. Em relação aos senadores, Valdemir Cassimiro (PSOL) é o único com a decisão favorável pela candidatura homologada até agora. A Justiça já aprovou, também, a candidatura de Simone Tebet (PMDB). O candidato do PP, Alcides Bernal, tem três pedidos de impugnação, por ter sido cassado do cargo, em março deste ano, enquanto prefeito de Campo Grande. O processo, segundo os dados registrados no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), está nas mãos do Ministério Público. Também aguardam pareceres dos procuradores o candidato do PSD, Antonio João, e Ricardo Ayache, do PT. Ambos, no entanto, não apresentaram restrições até o momento. Para Lucien Rezende, do PSTU, o prazo de defesa termina nesta terça. Até o fechamento deste texto, não constava, nos registros do TRE, que ele havia apresentado contestação ao pedido de impugnação, feito pela Procuradoria Eleitoral, por problemas em contas reprovadas em eleições anteriores. A decisão final sobre o registro de candidatura cabe à Justiça Eleitoral. Os juízes têm até o dia 5 de agosto para anunciar suas decisões.