28/03/2014 14h13min - Geral
9 anos atrás

Conselho de Segurança quer agilidade no Cidade Vigiada em Naviraí

Cidade Vigiada

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Sul News


O Conselho Municipal de Segurança de Naviraí , na noite desta quinta em reunião que aconteceu na sede do Rotary Club decidiu ir até a Prefeitura para pedir o agendamento para uma conversa com o prefeito Leandro Peres de Matos (Leo Matos - PV). Eles querem agilidade no processo de implantação de câmeras de vigilância em Naviraí. Uma comissão deve ser formada pelo presidente do Consellho - Odilo Balta e pelos comandantes Polícia Militar - César Freitas Duarte, do Corpo de Bombeiros - Waldemir Moreira Júnior e pelo delegado regional de Polícia Civil - João Alves de Queiróz por um dos delegado da Polícia Civil, além de dois membros civis do colegido de conselheiros. Segundo o presidente do Conselho, Odilo Balta, há seis anos existe a luta para a inclusão de Naviraí no programa cidade vigiada. os conselheiros resolveram pedir agilidade, detectar o problema que fez com que houvesse a morosidade, resolver a questão e agir com firmeza, De acordo com os conselheiros, o projeto tem que ser encaminhado com detalhamento e um engenheiro que deve cobrar entre R$ 10 mil a R$ 15 mil para fazer um projeto detalhado com a previsão da instalação e manutenção de uma sala de minitoramento, implantação de câmeras em 10 a 45 pontos de vigilância, além das 10 câmeras da contemplação do ENAFRON (Estrategica Nacional de Segurança nas fronteitasa), cuja remessa e implantação deve ser cobrada junto ao governo federal. Os conselheiros também querem somar esforços ao prefeito Leo Matos para agilizar o processo, querem saber qual o custo e pressa para resolver, com ajuda do senador Delcídio Amaral e dos deputados federais da bancada do Mato Grosso do Sul. O presidente Odilo Balta justifca a pressa na resolução do problema. "Este é um ano político, e devido ao período eleitoral, dificilmente as coisas acontecem (em relação a liberação de recursos e realização de obras e serviços) entre primeiro de julho e primeiro de março do ano seguinte, e nós já perdemos prazo diversas vezes, e enquanto isto, segue a dificuldade para identificar os malfeitores que assaltam as lojas e estabelecimentos comerciais de Naviraí",apontou o presidente. Durante a reunião que contou com a presença de presidentes de bairros e alguns empresários, Balta exibiu um video um algumas situações de assaltos a residencia e a empresas que foram resolvidos, segundo ele, com a instalação de camêras de segurança "Enquanto as autoridades não encontram meios para aquisição das camêras, o jeito é nós, cidadãos comprarmos estes equipamentos e desta forma ajudar a policia na identificação de bandidos que cometem crimes como assaltos, roubos entre ouras ações", encerrou Balta