23/06/2017 17h52min - Geral
5 anos atrás

Conselho faz reunião para tratar sobre violência nas Escolas aqui em Naviraí

violência nas Escolas

Karina Dalliane /Ascom/12° PM de Navira ► O plenário da Câmara ficou lotado na noite da quinta-feira

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Na noite da quinta (22) às 19h30min, foi realizada, no plenário da Câmara Municipal, reunião extraordinária do CCS- Conselho Comunitário de Segurança de Naviraí, a fim de tratar sobre a segurança nas escolas e a situação dos detentos do regime semiaberto. A reunião contou com a presença de várias autoridades, entre elas o Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar de Naviraí, Tenente-Coronel Everson Antônio Rozeni; o Promotor de Justiça, Dr. Paulo da Graça Riquelme de Macedo Junior; o Defensor Público, Dr. Vandir Zulato Jorge; Delegado de Polícia Civil, Eduardo Lucena. Ainda o Comandante do Corpo de Bombeiros Militar, Major Everton Torres de Oliveira, o Diretor do Semiaberto, Nelson Antônio Cáfaro da Silva; Eduardo Mende, que esteve representando o Prefeito Dr. José Izauri de Macedo, bem como Diretores das Escolas, Conselheiros Tutelares, Vereadores. Odílo Balta, que também é membro do conselho, na oportunidade esteve fazendo o cerimonial da reunião, convocou as autoridades para compor a mesa e na seqüência, o presidente Hélio de Oliveira falou sobre a pauta e citou que preocupado com os fatos que surgiram nos últimos dias na cidade fez com que marcasse essa reunião para que as autoridades junto com representantes da sociedade e o conselho discutissem uma saída para os problemas que tem acontecido na cidade e mais precisamente sobre a violência dentro das escolas O Tenente-Coronel Rozeni, em sua fala destacou que o policiamento escolar está e continuará sendo feito pelas guarnições de serviço ordinário, que a assistência às escolas continuará sendo feita normalmente e que a Polícia Militar de Naviraí sempre esteve e estará à disposição para atender as demandas escolares. Contudo, ressaltou que a Polícia Militar trabalha com as consequências das ações e não com as causas, “Os maiores problemas causadores da violência nas escolas são a desestruturação familiar e as drogas. Quanto a desestruturação familiar, a Polícia Militar está de mãos atadas, mas ao que se refere às drogas, será iniciado o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD), que tem como objetivo propiciar o envolvimento da escola, da família e da polícia na questão da iniciação ao uso indevido de drogas e da violência pelas crianças.” Sobre a situação Semiaberto foi discutido o fato de que alguns detentos estão cumprindo sua pena nesta Comarca, mas não são moradores de Naviraí. A maioria deles estão desempregados, passam o dia todo vagando pelas ruas da cidade e à noite comparecem ao estabelecimento prisional para o pernoite. A grande discussão sobre essa situação é o fato da não ressocialização desses detentos que têm sido abordados rotineiramente pela Polícia Militar. A reunião foi realizada da forma mais democrática possível, e os assuntos foram bem debatidos pelas autoridades presentes, diretores de escola e membro do conselho que colaborando com seus pontos de vista a respeito dos temas pautados. “O conselho esta trabalhando e atento com os acontecimentos referente à Segurança Pública. A reunião foi muito produtiva e o conselho está aberto a todas as instituições para o diálogo no sentido de discutir a segurança de Naviraí, que Deus nos proteja e abençoe nesta caminhada”, finalizou o Presidente do CCS. Um documentos sobre os assuntos debatidos será elaborado para ser encaminhados as autoridades competentes, principalmente na item aumento de efetivo para a cidade. Portal VejaMS