14/08/2014 09h16min - Polícia
9 anos atrás

Divida de droga faz Jovem matar mulher e criança a facadas aqui em Naviraí

crueldade das drogas

Zum ► Èder alegou que tinha divida com o filho da mulher que matou

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: A Gazeta News


Um crime bárbaro chocou a população aqui de Naviraí no começo da noite desta quarta-feira. Uma mulher de 58 anos e sua neta de apenas 04 anos de idade foram mortas a facadas dentro de uma residência localizada na rua Miguel Sotani, no bairro Jardim Paraíso. Maria Dolores Vaz Seguro, conhecida como “Lola” foi assassinada com 17 golpes de faca e sua neta Carolina Crispin Seguro de apenas 4 anos, com 19 facadas. A vítima era funcionária de uma creche na Rede Municipal de Naviraí. O autor do assassinato foi identificado como Eder Peixer, de 20 anos, foi preso horas depois de cometer o crime, pelos policias do SIG (Serviço de Investigações Gerais) do 1º DP (Delegacia de Polícia Civil de Naviraí). Eder foi localizado escondido nos fundos de uma residência na rua Severino Gomes da Silva, no bairro Jardim Progresso. O crime Segundo informações, por volta das 18h, Denis, filho da mulher assassinada, e pai da criança, chegou à residência e ao bater na porta chamando por sua mãe, foi surpreendido por Eder que saiu de dentro da casa, sujo de sangue, e tentou o agredir entrando em luta corporal. Em seguida fugiu correndo. Ao adentrar na residência, Denis encontrou sua mãe e sua filha ensanguentadas caídas no chão da cozinha. Desesperado ele pegou a filha no colo e saiu correndo para a rua a procura de ajuda, conseguindo assim uma carona até a Santa Casa de Naviraí, aonde a menina veio a falecer devido às gravidades dos ferimentos. A Polícia Militar foi acionada assim como o Corpo de Bombeiros que ao chegarem à residência encontraram a mulher também já sem vida. Na delegacia enquanto registrava o caso, Denis recebeu a noticia que sua mãe também havia falecido. Muito abalado, ele contou que não saber qual o motivo que levou o assassinato de sua mãe e filha. Segundo ele conheceu Eder, na cidade de Ivinhema onde trabalharam juntos em uma empresa por um tempo, porem Eder foi mandado embora. Já Eder ao ser preso, disse que Denis tem uma divida de R$800,00, que seria de drogas. Ainda segundo Eder, por varias vezes teria cobrado Denis, e por não receber, teve que vender alguns móveis de sua casa para quitar a referida divida com o traficante. Na noite de ontem, ele disse teria ido até a casa de Denis para cobra-lo, porem encontrou apenas mãe e a filha do mesmo, e ao falar sobre a suposta divida, foi agredido pela mulher. Então, segundo ele, pegou uma faca que estava sobre uma mesa da cozinha e começou a esfaquear a mulher e logo em seguida partiu para cima da menina. Ao ser questionado, porque ele teria assassinado a menina que nada teria a ver com o caso e nada teria feito a ele, Eder apenas respondeu que não saber “parece que o cão atenta… estou com vergonha… depois que saí de lá pensei até em me matar”. Ao ficar sabendo que Eder havia sido preso, Denis e mais alguns familiares tentaram invadir a delegacia, mas foram detidos pelos policias. O acusado foi autuado em flagrante pelo crime de duplo homicídio qualificado. Ele será encaminhado para o Presidio local, onde ficará a disposição da Justiça.