10/08/2014 20h15min - Geral
9 anos atrás

Dois candidatos de MS estão entre os 10 com campanhas mais ricas no Brasil

campanhas mais ricas no Brasil

midiamax ► Nelsinho e Delcidio aparrecem na lista das campanhas ricas este ano

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Na lista das 10 campanhas eleitorais mais ricas do País, a do candidato ao governo do PT de Mato Grosso do Sul, senador Delcídio do Amaral, lidera as arrecadações com R$ 8.661.500,00. Além do petista, seu adversário, o ex-prefeito de Campo Grande Nelson Trad Filho (PMDB), aparece em oitavo lugar, segundo o Blog Brasil, da Folha de S. Paulo. Delcídio deixou para trás candidatos a governador de São Paulo ou do Rio de Janeiro, estados mais populosos e mais ricos que Mato Grosso do Sul. Os dados são referentes à primeira prestação de contas à Justiça Eleitoral, feita no começo deste mês. O petista arrecadou R$ 8,6 milhões. São R$ 2,8 milhões a mais que o segundo colocado. Ganha do paulista Geraldo Alckmin (PSDB) e do carioca Pezão (PMDB), por exemplo. Os principais financiadores de Delcídio foram empreiteiras, que doaram via Diretório Nacional do PT: Andrade Gutierrez (R$ 2,85 milhões), UTC Engenharia (R$ 2,3 milhões), que atua com montagem industrial, e Equipav Engenharia (R$ 1,4 milhão) encabeçam a lista. Outro sul-mato-grossense que aparece na lista é Nelsinho, com arrecadação de R$ 3.251.000. O candidato recebeu apenas duas doações. Elas vieram da mesma fonte, do frigorífico JBS S/A, que no dia 22 de julho doou R$ 3.101.000 e mais R$ 150 mil no dia 28 do mesmo mês. As doações foram feitas em cheques. Confira abaixo a lista das 10 campanhas mais ricas: MS – Delcídio Amaral (PT) – R$ 8.661.500 RJ – Luiz Fernando Pezão (PMDB) – R$ 5.795.690 SP – Geraldo Alckmin (PSDB) – R$ 5.738.135 SP – Paulo Skaf (PMDB) – R$ 4.350.602,74 MG – Pimenta da Veiga (PSDB) – R$ 3.894.745 PE – Armando Monteiro (PTB) – R$ R$ 3.822.500 PE – Paulo Câmara (PSB) – R$ 3.307.298 MS – Nelson Trad Filho (PMDB) – R$ 3.251.000 RN – Henrique Alves (PMDB) - R$ 3.025.855 PB – Cássio Cunha Lima (PSDB) – R$ 2.832.000