03/08/2016 08h27min - Geral
7 anos atrás

Estado divulga cronograma para abrir 60 UTIs até final do ano

Hoje houve a inauguração de oito vagas no Hospital do Câncer

PauloRibas ► Governador Reinaldo Azambuja e diretor do Hospital do Câncer Carlos Coimbra visitam novos leitos

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O Estado passa a ter oito novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a partir de hoje. Essas vagas, que servirão para atender pacientes em estado grave, foram inauguradas no Hospital do Câncer Alfredo Abrão, com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e do secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares. Nenhuma autoridade municipal estava presente. O deficit em Mato Grosso do Sul para vagas desse tipo de atendimento ultrapassa 100 leitos. Esse número foi constatado em levantamento do Ministério Público Estadual, em 2015. O governo do Estado informou que pretende ter 60 novas UTIs espalhadas por quatro cidades (Campo Grande, Dourados, Nova Andradina e Ponta Porã) até o final do ano. O mesmo Hospital do Câncer ampliará sua capacidade para 20 vagas e a previsão é que esse total esteja ativo em setembro deste ano. Apesar de estarem na unidade hospitalar que atende pacientes com câncer, esses leitos serão destinados para outras complicações de saúde. O diretor Carlos Coimbra esclareceu que toda a estrutura ficará disponível para a regulação de Campo Grande. "O hospital fez a obra de reforma dos leitos e vai receber repasses de custeio do Estado. A regulação será de responsabilidade da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde)", afirmou. A obra para viabilizar essas vagas custou R$ 68 mil e a manutenção será de R$ 550 mil por mês. Quando todos os 20 leitos estiverem prontos, o repasse do governo do Estado será ampliado para R$ 900 mil/mês. Essas UTIs foram viabilizadas por meio de locação. Dentro das 20 vagas que haverá na unidade, o Hospital do Câncer já mantém quatro UTIs que ficam exclusivas para pacientes que fazem tratamento no local. AMPLIAÇÕES A Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgou que até o final do ano haverá 60 novos leitos de unidade de terapia intensiva em funcionamento no Estado. Programação da SES indicou que haverá 20 vagas no Hospital do Câncer, 10 no Hospital Regional, 10 no Hospital da Vida de Dourados, 10 no Hospital Regional de Nova Andradina e 10 no Hospital Regional de Ponta Porã. "Acredito que com a inauguração dessas vagas, o Mato Grosso do Sul começa a ter uma lógica regional de Saúde. E não uma concentração total na Capital, como é agora", ponderou o governador Reinaldo Azambuja. CorreiodoEstado