07/07/2016 16h03min - Política
6 anos atrás

Ex-prefeito de Naviraí Zelmo tem contas rejeitadas e deve ficar inelegível

Ex-prefeito dificilmente conseguirá registrar uma possível candidatura.

Divulgação ► Ex-prefeito de Naviraí Zelmo tem contas rejeitadas e deve ficar inelegível

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Portal do MS


O Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS) reprovou as contas do ex-prefeito de Naviraí Zelmo de Brida (PMDB). Com a decisão do órgão, Brida dificilmente conseguirá registrar uma possível candidatura para disputa do pleito eleitoral 2016. Ele é pré-candidato a prefeito e busca retornar a prefeitura após uma gestão carregada de ações judiciais. O mais conhecido deles foi o emblemático caso “MEFI”, onde funcionários públicos como: Cicinho do PT, Gilberto Pimpinatti, João Marcos Pedro Rosa e Zelmo foram denunciados por venda de terreno público. A divulgação foi publicada nesta segunda-feira (04) no site do TCE. Clique aqui para ter acesso ao diário oficial onde consta a publicação Apesar da medida, não cabe ao Tribunal de Contas à tarefa de “declarar a inelegibilidade dos gestores que figuram na relação”, responsabilidade essa da Justiça Eleitoral, que se optar em manter a inelegibilidade, a pessoa não pode ser candidata nas Eleições 2016. O Ex-juiz eleitoral, o advogado André Borges afirma que se algum nome que estiver na lista do TCE pedir registro de candidatura, o Ministério Público ou um cidadão pode que estiver com o nome na lista pode entrar na Justiça e pedir liminar para suspender a inscrição e ser candidato, mas é muito difícil. Esses órgãos [TCE], tomam o máximo cuidado para registrar o nome de alguém, faz análise jurídica para não causar prejuízo indevido”, observou. Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ex-gestores têm as contas reprovadas quando é constatada omissão no dever de prestar contas, gestão ilegal, ilegítima ou antieconômica, infração à norma legal de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial, dano ao erário, desfalque ou desvio de dinheiro público. OUTROS POLÍTICOS A lista tem nomes de outros políticos como: Abel Nunes Proença (ex-prefeito de Porto Murtinho); Aparecida Sirlei Casachi Bernardes de Melo (ex-vereadora e ex-secretária em Aparecida do Taboado); Carlos Roberto Assis Bernardes, o Carlinhos Cantor (ex-vereador de Dourados); Daltro Fiuza (ex-prefeito de Sidrolândia); Djalma Lucas Furquim (ex-prefeito de Aparecida do Taboado); Elizabethe de Paula Pereira Almeida (ex-prefeita de Miranda). Além de Fauze Suleiman (ex-prefeito de Aquidauana); Jácomo Dagostin (prefeito de Guia Lopes da Laguna); José Antonio Assad e Faria (prefeito de Ladário); Nelson Cintra Ribeiro (ex-prefeito de Porto Murtinho e atual diretor da Fundação de Turismo) Portal do MS