14/10/2014 01h17min - Esporte
9 anos atrás

Exército e Bope fazem treinamento especial para ações na fronteira

ações na fronteira

divulgação ► O treinamento visa entrosar e melhorar as tropas no /estado

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Em adestramento inédito em Mato Grosso do Sul, o Bope (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar) e o BFE (Batalhão de Forças Especiais do Exército Brasileiro), de Goiânia (GO), realizaram um treinamento entre as corporações para unir forçar e aumentar a segurança da população nas fronteiras. Os agentes realizaram treinamentos teóricos e práticos, como resgates de reféns e invasões. O cenário escolhido para o treinamento, de acordo com o major Bernardo Corrêa Netto, do Centro de Operações do CMO (Comando Militar do Oeste), foi para o treinamento de uma entrada, onde os policiais e militares teriam que explodir as portas de uma casa e capturar os bandidos. “Esse é o resultado de um adestramento conjunto da Bope e BFE, principalmente técnicas e práticas e procedimento dotadas durante as entradas”, explicou o major. O treinamento faz parte de preparações para grandes eventos no Estado e até nacionalmente, como a Copa do Mundo. “A Copa foi um grande exemplo de sucesso entre as operações interagentes”. O comandante do Bope, tenente coronel Luis Antônio Sá Braga, revelou que a importância do treinamento é para que eles possam trabalhar juntos e saber interagir entre eles. “Entendermos a capacidade de resposta das forças especiais do exército e também o exercito conhecer nossa capacidade de resposta”. Este foi o primeiro treinamento em conjunto dos batalhões especiais, mas algumas operações já foram realizadas entre o Exército e a Polícia Militar, como a Operação Ágata. “Não é a primeira cooperação do exército nas operações especiais. Desde o ano passado já executamos algumas missões em áreas de fronteira, e toda a parte logística o exército tem nos dado”, comentou. O adestramento ocorre até o dia 16 na Sede do CMO. De acordo com o major Corrêa Netto, “o objetivo é promover uma integração entre os batalhões especiais”, finalizou. O BFE, com sede em Goiânia (GO), percorre o país trocando experiências com as diversas forças de segurança.