04/02/2014 19h09min - Naviraí
9 anos atrás

Fricap já é o segundo maior arrecadador naviraiense de impostos

FRIGORÍFICOS

Edilson Oliveira ► Fricap é o segundo maior pagador de impostos em Naviraí.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Sul News


Trabalhando de forma discreta o industrial Elton Capuci vem reestruturando a planta industrial da família e com o Fricap, a nova marca que implantou o mercado, ganha espaço na sua área de atuação, gerando emprego e renda. Em cerca de 30 meses de trabalho, já se torna segundo maior arrecadador de impostos do município de Naviraí. Elton não para por ai. Ele tem enfrentado desafios e com a sua visão de empreendedor voltado para o futuro progressista, ainda corre atrás para viabilizar novos projetos. Ele expande a indústria cravada na margem da rodovia MS-141 (saída de Naviraí para Ivinhema), trabalha para devolver uma unidade industrial frigorífica para Eldorado e tem o projeto de uma outra indústria para Naviraí. No Fricap de Naviraí, hoje, Elton gera mais de 350 empregos diretos e mais de 300 indiretos. Se depender só da vontade dele, ainda no primeiro quadrimestre de 2014, deve iniciar a atividade industrial do Fricap de Eldorado com pelo menos 200 industriários para a matança de cerca de 400 bois/dia, devendo chegar a 400 empregos diretos, cerca 500 indiretos, projetando para o futuro o abate diário de 800 a 1 mil bovinos/dia. Se em Eldorado, já está sendo iniciado o processo de contratação dos primeiros industriários, em um trabalho apoiado pela deputada estadual Mara Caseiro (PTdoB) e pela prefeita Marta Araujo (PT), para Naviraí surge o projeto da implantação de um curtume, que estava sendo reivindicado por Itaquiraí, mas deve ser implantado em Naviraí. PROJETO DE EXPORTAÇÃO O processo de escolha do terreno para o futuro curtume do Fricap de Naviraí continua e o início da construção acontece em 2015. A produção deve ser voltada para a exportação do couro bovino e o investimento projetado é R$ 15 milhões. Elton deve gerar várias centenas de empregos na industrialização do couro, e para exportar o produto ele busca o apoio da secretária estadual de Produção – Tereza Cristina e do governador André Puccinelli (PMDB), para tornar ainda mais viável a sua ação empreendedora.