20/04/2018 09h44min - Geral
5 anos atrás

Governador faz vistoria pessoal em obras do Estado na Capital

CIDADES

Chico Ribeiro/Assessoria/Governo do Estado ► Azambuja circulou por algumas das obras da Capital ao lado de seus secretários

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vistoriou nesta quinta-feira (19) diversas obras na Capital: a duplicação da Avenida Euler de Azevedo, o acesso ao primeiro shopping Outlet da cidade, as reformas no Parque das Nações Indígenas e as obras de pavimentação e drenagem no Núcleo Industrial. Os investimentos são todos de recursos próprios de Mato Grosso do Sul. Parte dessas obras vão fomentar a geração de empregos em Campo Grande. É o caso dos investimentos na região do Indubrasil, o que inclui o acesso ao Outlet. “Nós estamos aqui na rotatória que vai dar acesso ao primeiro Outlet da nossa Capital. Isto é uma obra do Governo do Estado, foi construída com o compromisso para a conclusão do Outlet. Vai gerar inúmeros empregos, oportunidades para os lojistas, para as vendas, para as pessoas poderem trabalhar”, disse o governador. O Outlet é um mercado de vendas a varejo, no qual produtores e indústrias vendem seus produtos diretamente ao público, geralmente a um preço inferior ao que é comercializado nas lojas. Os comércios são abertos como num shopping e localizam-se nas saídas de grandes cidades ou regiões metropolitanas. Orçado em R$ 1,429 milhão, o acesso está concluído. As intervenções compreendem uma área total de 3,6 mil m² em frente ao empreendimento situado no Núcleo Industrial de Campo Grande. A pista foi duplicada com acostamento e o asfalto revitalizado; a sinalização viária e a drenagem também integram a obra. Com esse investimento, a região está pronta para receber o investimento privado. A intenção da empresa Rivercom, cujo investimento inicial para o empreendimento foi de R$ 50 milhões, é instalar 65 lojas e quatro âncoras no espaço que conta com área construída de 18 mil m². No Núcleo Industrial, o Governo também investe R$ 6,661 milhões do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário (Fundersul), do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e de Equilíbrio Fiscal (Fadefe) e do Fundo de Apoio à Industrialização (Faims) na pavimentação, acessibilidade e sinalização viária permanente. O resultado também é a geração de emprego e renda. “Aqui, no dia 6 de junho, vai ser inaugurada a maior fábrica de proteína de soja da América do Sul, que está logo ali na frente. Geração de empregos, oportunidades, crescimento, em especial aqui para Campo Grande. E esse recurso do Governo do Estado vai gerar outras oportunidades de emprego e renda à população de Campo Grande”, disse Reinaldo Azambuja. A fábrica é a Archer Daniels Midland Company (ADM), a maior de proteína texturizada de soja da América Latina. A planta da ADM em Campo Grande vai operar com altíssima tecnologia para produzir o produto alimentício usado na produção de hambúrgueres e almôndegas de soja, entre outros. Correio do estado