23/01/2015 15h21min - Geral
8 anos atrás

Governador intervém e define mesa diretora da Assembléia

Governador intervém

arquivo ► Onevan de Matos deverá ser o vice de J.Mochi

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A influência do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na definição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul já surtiu efeito. Se nada mudar até a reunião da bancada estadual com o tucano na próxima segunda-feira, a composição vai juntar PMDB, PT, PSDB e DEM. Alguns deputados estaduais já se reuniram com Reinaldo para chegar ao consenso da Mesa. Segundo informações, está confirmado Júnior Mochi (PMDB) na presidência e Zé Teixeira (DEM) na primeira secretaria e vai cuidar do cofre da Casa de Leis. O democrata era um nome cotado para concorrer com o peemedebista. ONEVAM DE MATOS A vice-presidência deve ficar com o deputado Onevan de Matos (PSDB de Naviraí) que também pretendia disputar a presidência. O tucano vai ocupar o cargo que por muito tempo foi desempenhado pelo peemedebista Maurício Picarelli. Além disso, o titular do cargo é o responsável pela TV Assembleia. O deputado Pedro Kemp (PT) vai continuar na segunda secretaria. Ele já ocupava o cargo na legislatura que se encerra no dia 31 de janeiro deste ano. O cargo do petista é responsável pela assessoria de imprensa da Casa, mas Kemp já tinha abrido mão quando assumiu a cadeira. Além do petista, a oposição também vai ocupar outros cargos na Mesa. Felipe Orro (PDT) deve assumir a terceira secretaria e Grazielle Machado (PR) a terceira vice. O líder do governo também já estaria fechado em torno do tucano Professor Rinaldo que retorna ao Legislativo Estadual depois de ocupar a cadeira do peemedebista Carlos Marun que se licenciou para assumir a pasta da Habitação. CAMPO GRANDE NEWS