01/03/2017 13h41min - Geral
6 anos atrás

Governo abre licitação para poder voar com avião doado por ministério


Divulgação ► Avião doado pelo Ministério da Justiça para MS.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Doada pelo Ministério da Justiça, o avião modelo King Air, avaliado em R$ 2 milhões, passará por manutenção nos próximos dias. Nesta quarta-feira (01), o Governo de Mato Grosso do Sul lançou licitação para encontrar empresa que preste serviço de reparo na aeronave. A doação da aeronave aconteceu este ano e servirá para atender viagens oficiais do governo, especialmente para Brasília. O modelo ainda está em na capital federal, segundo o comandante da Coordenadoria Geral do Policiamento Aéreo, coronel Rosalino Gimenez, justamente aguardando manutenção para vir para o Estado. Conforme o extrato de hoje, o objeto é contratação de empresa de serviços de manutenção de aeronave modelo King Air, cuja data de abertura de proposta será em 13 de março deste ano, a partir das 8 horas. A manutenção anual dela deve girar em torno de R$ 70 mil. Em 3 de fevereiro, foi publicado o extrato de doação com ônus da União para o Estado de avião bimotor King Air, modelo Beechcraft A 100, matrícula ANAC PP-FOY, com acessórios, para desenvolvimento de atividades técnicas e operacionais de interesse comum. Conforme publicou na terça-feira (28) o Campo Grande News, sem nenhuma das seis aeronaves do governo funcionando, quatro aviões e dois helicópteros – fora o avião doado -, a expectativa é que, em um ano, todas estejam em condições e autorizadas a voar. Metade da frota precisa de manutenção obrigatória e a outra precisando de consertos. Quando funciona – Os quatro aviões e dois helicópteros são utilizados para operações policiais, transporte de tropa para o interior, além de viagens oficiais do governador e do secretariado. Em caso de operações emergenciais, como quando houve um assalto em um banco de Sonora, o trâmite é reduzido e, em questão de, no máximo, três horas, a aeronave decola. Quando a frota aérea estiver apta a voar, um dos aviões será destinado ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) para fazer o policiamento aéreo ambiental. O helicóptero ficará para as rondas diárias da Polícia Militar e o restante reservada para viagens oficiais e outras demandas. Em fevereiro, o Executivo Estadual contratou empresa por R$ 899 mil para reparo de aeronave. CampoGrandeNews