14/01/2016 13h45min - Geral
7 anos atrás

Governo acha 8 mil Vale Renda irregulares e vai reaplicar R$ 17 milhões

Também foi observado que muitas delas tem renda per capta acima de meio salário mínimo, o que também não é permitido.

AntonioMarques ► Vice-governadora Rose Modesto durante visita às obras do Hospital do Câncer, na Capital

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Durante visita ao Hospital do Câncer Alfredo Abrão, na manhã desta quinta-feira (14), a vice-governadora Rose Modesto disse que o governo do Estado vai economizar R$ 17,726 milhões com o programa Vale Renda administrado pela Sedhast (Superintendência de Benefícios Sociais da Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho). A economia será possível devido a uma auditoria realizada em 2015 e que analisou os dados de famílias que recebiam o benefício. O levantamento apontou irregularidade no pagamento do benefício para 8.021 famílias. Entre os problemas detectados, estava o recebimento de outro programa social, o Bolsa Família, administrado pelo governo federal. Conforme as normas do Vale Renda, para receber o benefício a família não pode estar cadastrada em outro programa social. Também foi observado que muitas delas tem renda per capta acima de meio salário mínimo, o que também não é permitido. De acordo com Rose Modesto, a economia irá possibilitar investimentos em outras áreas sociais e também beneficiar famílias que têm o perfil para receber o benefício, mas não estavam recebendo por falta de recursos. Atualmente 60 mil famílias são atendidas pelo programa no Estado. "Temos a missão de fiscalizar os recursos públicos e não dá para aceitar que famílias que não possuem o perfil recebam o benefício. Vamos investir em outras famílias que se encaixam nas regras", disse Rose. CampoGrandeNews