25/10/2021 19h45min - Geral
10 meses atrás

Governo de MS lança programa de alfabetização e anuncia mais 34 escolas de tempo integral

Objetivo é melhorar a base escolar e investimento previsto é de R$ 8,3 milhões

Álvaro Rezende ► Programa tem adesão dos 70 municípios de MS

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Na tarde desta segunda-feira (25), no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), o Governo Estadual, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SED), lançou o programa MS Alfabetiza - Todos pela Alfabetização da Criança. 

De acordo com o governo, o programa, que terá foco no ensino fundamental, teve adesão de todos os 79 municípios de MS e visa “estabelecer as condições necessárias para que estudantes matriculados nas redes públicas adquiram o domínio das competências de leitura e escrita adequados à sua idade e ao seu nível de escolarização.”

Ao todo, o investimento previsto é de R$ 8,3 milhões para as ações de 2022 que, em primeiro momento será voltado para aquisição de livros didáticos, premiações destinadas às escolas que tiverem melhores índices de aprovação, contribuições financeiras às escolas com menores índices e recursos para avaliações anuais da SED e bolsas para formação de profissionais. 

 

Na cerimônia de lançamento, o governador do estado, Reinaldo Azambuja, disse que o apoio de todos os municípios é muito importante para o desenvolvimento do programa que busca fomentar as melhorias nos primeiros anos do ensino público. 

“Temos 100% dos municípios de MS aderindo o programa MS Alfabetiza, isso mostra o comprometimento dos municípios com esse programa. Somos muito gratos ao apoio, e justamente esse MS Alfabetiza é para nós elevarmos nossos jovens e adolescentes.”, analisa. 

O chefe do executivo estadual ainda frisou que um dos objetivos do programa é ser uma política de estado e não de governo, isto é, deverá ter sua permanência garantida independente de quem estiver à frente do comando. 

A instabilidade do ensino durante a pandemia também foi lembrada e é uma das razões para o lançamento do programa, que visa fazer uma mudança no ensino das séries iniciais para que o aluno chegue mais preparado no nível superior. 

 

“A pandemia trouxe prejuízos e a Educação sofreu muito nesses últimos meses. O programa é para melhorar o aprendizado infantil, preparando os alunos. Isso é uma mudança profunda, daremos atenção para as escolas que estão com uma baixa alfabetização e vamos melhorar ainda mais aquelas que estão bem”, reforçou Azambuja. 

 Escola em tempo integral 

Durante o evento, Reinaldo aproveitou para anunciar que Mato Grosso do Sul terá mais 34 escolas em tempo integral, totalizando 132 estabelecimentos de ensino com essa didática. 

A previsão para 2022 é que 60% das escolas adotem o tempo integral, elevando o índice que hoje é de 40% em todo o estado. 

“As escolas integrais diminuíram o índice de reprovação e melhorou significante o índice de aprovação dos nossos alunos. melhorou o IDEB [Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico]. Atingimos agora 40% da rede e o desafio é atingir 60% até setembro de 2022”, explica o governador. 

CORREIODOESTADO