13/02/2017 14h08min - Geral
6 anos atrás

Guia Lopes pode ficar pronta em até três semanas, diz Exército

Trecho de menor extensão terá interdições parciais no trânsito

ÁlvaroRezende ► Militares começaram hoje recapeamento de primeiro trecho do corredor sudoeste

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Militares iniciaram, hoje, implantação e recapeamento do corredor sudoeste pela Travessa Guia Lopes, em Campo Grande. Trecho possui 570 metros e conclusão prevista para três semanas. Financiada pela Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, a obra será executada pelo Exército Brasileiro. Comandante do 3º Grupamento de Engenharia, o coronel Moacir Rangel Júnior pontuou que prazo da primeira etapa pode ser antecipado. “Três semanas com chuva. Acredito que terminemos antes”. Intervenções começam pela Guia Lopes justamente porque esse trecho contava com projeto executivo finalizado dentre os 12,11 quilômetros que compõe o corredor sudoeste. Projeto orçado em R$ 24 milhões, conforme o prefeito Marcos Trad (PSD), estava quase perdido e será mais barato por ser executado pelos militares que “ainda vão devolver dinheiro”. Quem passa pela região precisará redobrar atenção, de segunda à sábado, do início da manhã ao fim de tarde. Mais de 100 militares devem participar das obras de recapeamento no local. Engenheiros da prefeitura e Exército ainda finalizam projeto executivo para que as intervenções tenham sequência pelas avenida Brilhante, Marechal Deodoro e Bandeirantes. Caso cronograma de obras seja mantido, o corredor sudoeste pode ser finalizado entre 20 e 24 meses. Este inclui sincronização de semáforos, corredor de ônibus e microdrenagem das vias. MOBILIDADE Doze quilômetros integram o corredor sudoeste de transporte coletivo, que inclui recapeamento e construção de pontos de ônibus. Ele integra pacote do PAC Mobilidade, com financiamento de R$ 110 milhões pela Caixa Econômica Federal e R$ 31 milhões de contrapartida da prefeitura. Outros dois corredores, sul e norte, possuem em seu planejamento reforma do Terminal Morenão, construção de viaduto na rotatória das avenidas Gury Marques e Interlagos, além de quatro novos terminais nos bairros Parati, Tiradentes, Cafezais e São Francisco. CorreiodoEstado