05/07/2022 10h05min - Geral
2 meses atrás

Internet 5G chega a Brasília nesta quarta e até setembro em Campo Grande

Anatel adiou previsão inicial de todas as capitais estarem conectadas até o fim deste mês

CGnews ► Campo Grande será a primeira no estado a receber o sinal

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Será ativado na quarta-feira (6) o sinal de internet 5G em Brasília (DF). A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) autorizou a antecipação da ativação, enquanto as demais capitais, incluindo Campo Grande, devem aguardar até 29 de setembro.

O prazo inicial era 31 de julho, mas a autarquia autorizou o adiamento após as operadoras alegarem dificuldades na importação de equipamentos, conforme o portal g1. Por outro lado, Brasília não necessitou de grande intervenção na infraestrutura de telecomunicações, o que permitiu antecipar a chegada do sinal de quinta geração.

As operadoras Claro, TIM e Vivo venceram o leilão da tecnologia na Capital no ano passado. Conforme a Anatel, as próximas capitais que receberão a tecnologia serão Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), João Pessoa (PB) e São Paulo (SP).

Em abril, entrou em vigor lei complementar de Campo Grande que regulamenta a implantação da internet 5G. A medida foi necessária em todas as capitais.

A expectativa da prefeitura é ampliar, por exemplo, os serviços de telecomunicação, melhorando assim, o acesso à internet dos equipamentos públicos, bem como a implantação do videomonitoramento, a viabilização da semaforização inteligente e a entrega de mais serviços digitais para a população.

O Campo Grande News procurou o diretor-presidente da Agetec (Agência Municipal de Tecnologia da Informação e Inovação), Paulo Cardoso, para obter informações sobre prazos de implantação na Capital, mas não obteve resposta. A assessoria de comunicação da autarquia foi acionada e também não respondeu. O espaço segue aberto.

Entenda 

O 5G é a quinta geração da telefonia móvel, em implantação no mundo desde 2018. Como será distribuída em faixas de frequência maiores, a expectativa é de que a velocidade aumente de 50 a 100 vezes.

Isso permitirá avanços em áreas como segurança pública, telemedicina, educação à distância, cidades inteligentes e automação. As operadoras ainda não definiram se vão reajustar os planos com a chegada da nova rede.

Apenas 45 aparelhos estão certificados pela Anatel para navegar no 5G. Essa lista deve aumentar conforme a tecnologia se expandir. 

 CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS