16/05/2014 10h10min - Geral
9 anos atrás

Leo Matos entrega 60 casas no Jardim Paraíso IV

Lar doce Lar

Sul News ► Leo Matos entregou mais de 60 casas

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O prefeito Leandro Peres de Matos (Leo Matos - PV), acompanhado dos deputados estaduais Carlos Marun (PMDB) e Onevan de Matos (PSDB), juntamente com o presidente da Câmara Municipal - Cícero dos Santos (Cicinho do PT) e de vários vereadores, da gerente municipal de Educação - Vera Braga, várias autoridades e populares, participaram da solenidade de inauguração das 60 casas populares do Jardim Paraíso IV. As casas inauguradas em pleno tempo chuvoso, na tarde de ontem, foram destinadas para famílias de baixa renda. Elas fazem parte do Programa “MS Cidadão – Casa da Gente” do governo do Estado, construídas em parceria com o Governo Federal (programa Minha Casa, Minha Vida) e Prefeitura. Cada unidade a ser entregue tem mais de 35 metros quadrados de área construída, distribuídos em dois quartos, sala/cozinha e banheiro. O valor investido na obra foi superior a R$ 1 milhão. MIL MAIS MAIL Leo Matos disse que trabalha para entregar 1.113 unidades habitacionais até meados do primeiro semestre de 2015. Ele declarou que estão sendo construídos 800 apartamentos de um prédio popular, do qual quer entregar metade destas moradias até o dia de natal de 2014, no futuro conjunto Nelson Trad, entre os conjuntos habitacionais Vila Nova e Vila Alta. O prefeito de Naviraí e o deputado Carlos Marun (ex-gestor estadual de habitação) declararam que em breve pretendem entregar pelo menos 80 casas populares. E o administrador Leo Matos foi ais além... decorou que já tem área reservada para a construção de mais outras mil casas populares. Não foi à toa que o presidente da Câmara Municipal, Cícero dos Santos (Cicinho do PT) declarou que a sua sucessora no Núcleo Municipal de Habitação - Vera Braga, vai bater o recorde de 1,5 mil casas da gestão Zelmo de Brida. Antes da fala do prefeito ele havia feito as contas e já pensava em unidades habitacionais para os três primeiros anos de gestão do prefeito Leo Matos.