25/11/2014 09h14min - Geral
8 anos atrás

Léo Matos faz peregrinação em Brasília em busca de recursos para Naviraí

peregrinação em Brasília

divulgação ► Léo e assessor Soares estiveram no gabinete de deputado Geraldo Resende em Brasilia

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O prefeito de Naviraí Léo Matos esteve na última semana em Brasília na busca de recursos para infraestrutura do município. O chefe do executivo naviraiense fez uma peregrinação em todos os gabinetes dos parlamentares – deputados federais e senadores, e retornou a Naviraí com boas noticias para a população. Segundo ele, mais de R$ 10 milhões foi negociado em emendas, que, quando viabilizadas, serão utilizadas para asfalto na cidade. Dos recursos obtidos, que devem entrar no orçamento para o próximo ano, já contando com uma contra partida do Governador, R$ 2 milhões em asfalto para o Jardim Paraíso, serão articulados pelo deputado federal Geraldo Resende. Outros R$ 3 milhões do senador Moka também para pavimentação asfáltica e R$ 2 milhões do deputado Federal Mandetta. “Eles garantiram nos ajudar, o senador Moka nos garantiu esse valor, mas poderá ser maior, o que nos ajudará e muito para levar asfalto onde ainda não existe”, comentou o prefeito Léo Matos. O prefeito lembrou que em conversa com deputado Vander Loubet, o parlamentar garantiu uma emenda em valores que ainda serão definidos, para concluir a pavimentação do Sol Nascente. “Precisamos de em torno de 3 milhões para terminar o asfalto no Sol Nascente” diz Léo. De acordo o prefeito os deputados Fabio Trad, Akira Otsubo e Antonio Carlos Biffi se comprometeram a colocaram emendas no orçamento, que irá garantir mais asfalto para Naviraí. “Esses três não estipularam valores, mas nos garantiram ajudar nesse nosso projeto de asfaltar o maior número de bairros possível”, explicou Léo Matos. Segundo o prefeito a meta é asfaltar 100% a cidade. “Se não conseguirmos em nossa gestão, mas pelo menos deixar a verba garantida para próxima. O importante é ter o recurso”, finalizou.