12/12/2016 09h00min - Educação
6 anos atrás

Maioria das escolas de MS terá sexto tempo no próximo ano

Mudança ocorrerá em 219 unidades, segundo o governo

GersonOliveira ► Alunos ficarão mais tempo nas escolas

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O horário das aulas da maioria das escolas da Rede Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul será aumentado no próximo ano. A previsão da Secretaria de Estado de Educação (SED) é que 219 das 365 unidades tenham o sexto tempo. Até então, são 29 escolas nessa situação. No período matutino as aulas serão das 7h e às 12h10; no vespertino, das 13h às 18h10; e, no noturno, ainda está em definição. Na rede estadual, há 265 mil alunos Entre as unidades que terão o sexto tempo, está a Escola Estadual Professor Silvio Oliveira dos Santos, no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. A mudança resultou de discussões entre a direção, professores, funcionários, pais e alunos, de acordo com a presidente da Associação de Pais e Mestres (APM), Gisele Valquíria Benites. “Discutimos os prós e contras e e a decisção foi favorável”, disse. Mas ainda existem situações a serem resolvidas na unidade, que é uma das maiores da Capital com aproximadamente 1 mil alunos. Há turmas nos três períodos – manhã, tarde e noite – do Ensino Fundamental, Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Profissional. As turmas da noite também terão o tempo a mais de aula, mas o funcionamento não foi definido e formalizado, devido, entre outras razões, à rotina dos alunos que trabalham. “Não queremos prejudicar quem quer estudar e precisa trabalhar. Por isso no período noturno ainda não definimos como será o sexto tempo. Se for ficar para o final, a aula terminaria 23h10, é muito tarde para aqueles que usam o transporte coletivo. E se for ficar no início passaria para 17h50, também inviável para quem trabalha durante o dia”, pontua Gisele. Não é somente a escola do Aero Rancho tem problemas a serem resolvidas. A rede estadual, como todo, precisa solucionar questões diversas relativas ao aumento do horário de aulas. CorreiodoEstado