15/06/2016 08h51min - Geral
7 anos atrás

Ministro fala em enviar Força Nacional para região de conflito em Caarapó

Um morto e demais feridos

ilustração ► Cerca de 600 indígenas da etnia Guarani-Kaiowá estão, desde o último domingo (12), ocupando a Fazenda Yvu

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


O ministro da ministro da Justiça Alexandre de Morais disse em reunião com bancada sul-mato-grossense de senadores que caso necessário, pode enviar a Força Nacional para Caarapó, cidade a 273 quilômetros de Campo Grande, onde ocorre conflito entre índios e ruralistas que matou um indígena e deixou outros 7 feridos. Entre os feridos está uma criança de 12 anos que levou um tiro na barriga. O índio Cloudione Rodrigues Souza, de 26 anos, da etnia guarani-kaiowá, era agente de saúde indígena, e foi morto a tiros e, as sete pessoas feridas foram encaminhados a hospitais da região. A s enadora Simone Tebet (PMDB) e Pedro Chaves (PSC) também participaram da reunião. “O ministro ordenou que a Polícia Federal tome providências no sentido de apurar as causas do conflito e, sobretudo, garantir a segurança a ambos os lados”, disse o parlamentar, disse o senador Waldemir Moka (PMDB). Também participaram da reunião Os parlamentares pediram, ainda, apoio à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 71/2011, que determina que a União indenize os que detêm títulos dominiais, em terras declaradas indígenas, expedidos até 05 de outubro de 1988, data em que foi promulgada a Constituição. A medida prevê também o pagamento pelas benfeitorias efetuadas sobre o terreno, tendo, já, sido aprovada pelo Senado Federal, à unanimidade dos senadores e está em trâmite na Câmara dos Deputados. Cerca de 600 indígenas da etnia Guarani-Kaiowá estão, desde o último domingo (12), ocupando a Fazenda Yvu. A área reivindicada faz parte, segundo a comunidade, do território Tey’i Juçu e fica ao lado da aldeia Tey Kue. O índio Cloudione Rodrigues, agente de saúde, morreu. Lideranças afirmam que há uma segunda vítima fatal, informação ainda não confirmada. Midiamax