22/06/2016 08h36min - Geral
6 anos atrás

Na onda de Naviraí, Bataguassu compra doses extras de vacina contra H1N1

Imunização será retomada na próxima semana no município

Divulgação ► Duas pessoas morreram da gripe no município

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Com duas mortes registradas nos últimos meses por conta da gripe H1N1 em Bataguassu, a prefeitura do município comprou 12 mil doses de vacinas que sobraram da remessa que o Instituto Butantan disponibilizou para Naviraí na semana passada, que na ocasião adquiriu 15 mil doses extras. Apesar de ter cumprido a meta da vacinação de 90% dentro dos grupos, o pânico generalizou na população depois que duas pessoas morreram da gripe. “Uma delas era funcionária do cartório da cidade, pessoa conhecida pelos moradores”, pontuou o prefeito Pedro Arlei Caravina. “Surgiu oportunidade de um lote, um dos últimos disponíveis no Instituto e que foi dividido entre Naviraí e Bataguassu”, afirmou o chefe do Executivo Municipal ao apontar que a imunização será retomada na próxima semana. Cada dose foi adquirida ao valor de R$ 14,42, o que gerou despesa de R$ 173 mil que serão pagos com recursos próprios. “Vamos concluir a imunização dos que faltaram, e, após reunião com o Conselho de Saúde começar a vacinar os grupos que não puderam tomar, como alunos e professores, por exemplo”, avaliou o prefeito. A classe dos comerciantes também devem ser vacinada, já que o contato com o público é mais intenso. Com isso, Bataguassu comprou quantidade maior de vacinas do que o número de pessoas imunizadas no município, conforme Caravina. “Quase toda a população, que é de 22 mil habitantes, será imunizada”, ressaltou. Durante a Campanha Nacional de Vacinação, realizada em maio, quatro mil pessoas do grupo de risco foram vacinados, mais os imunizados em clínicas particulares, que o prefeito não soube especificar quanto, e mais alguns outros que não têm interesse na vacina. CorreiodoEstado