27/11/2015 08h36min - Geral
7 anos atrás

Naviraí e mais cinco municípios de MS decretam situação de emergência devido às chuvas

Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Amambai, Sete Quedas e Paranhos foram mais afetadas

Divulgação ► Cratera foi aberta em trecho da MS-160 durante chuva

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: A Gazeta News


Seis municípios da região sul do Estado decretaram situação de emergência devido aos estragos causados pela chuva que caiu na região. Outros sete municípios foram afetados e também podem decretar emergência. De acordo com a Defesa Civil estadual, Naviraí, Tacuru, Itaquiraí, Amambai, Sete Quedas e Paranhos foram as cidades que já emitiram o decreto. Iguatemi, Caarapó, Juti, Coronel Sapucaia, Japorã, Eldorado e Mundo Novo também foram afetados pelas chuvas. Com o decreto, os municípios, por intermédio do Governo Estadial, poderão solicitar do Governo Federal recursos para reconstruir os pontos atingidos. Além de alagamentos e crateras, as chuvas danificaram 18 pontes e destruíram completamente outras 28. Os danos em rodovias estaduais e municipais ainda estão sendo levantados pelas coordenadorias municipais da Defesa Civil. Nesta quinta-feira (26), foram realizadas reuniões nas prefeituras de Caarapó e Amambaí. Os municípios criaram uma força-tarefa para fazer o levantamento dos estragos causados pela chuva. CHUVAS Em Sete Quedas, só em novembro, já foram registrados 367 milímetros de precipitação. O valor, atualizado até às 8 horas de ontem (25), corresponde a 98% do limite histórico para o período, que era de 185,4 milímetros. Em Itaquiraí, a Defesa Civil já registrou 330 milímetros no acumulado de novembro. O número supera em 108,6% a precipitação máxima já historiada, que era de 158,4 milímetros. Em situação também alarmante estão as cidades de Amambai, Juti e Itaquiraí, onde o volume de chuva está bem acima do esperado para o mês. Em reunião com representantes da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), Defesa Civil, Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) e Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), que ocorreu nessa quarta-feira (25), o chefe da Casa Civil, secretário Sergio de Paula, afirmou que o Governo do Estado dará todo suporte aos municípios, auxiliando no levantamento dos estragos.