16/01/2018 13h31min - Geral
5 anos atrás

Novo comandante planeja expansão para o interior de Mato Grosso do Sul

Bombeiros MS

Álvaro Rezende/Correio do Estado ► Novo comandante fala em continuidade no trabalho.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Com plano de expansão para o interior, o coronel Joilson Alves do Amaral assumiu hoje (16) o comando do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul. Ele substitui o coronel Esli Ricardo de Lima, que passa a ser o secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). “Algumas unidades vão ser inauguradas no transcorrer desse ano, a gente espera que o mais rápido possível toda a documentação esteja pronta para a gente poder assinar os convênios com os municípios para poder ativar as unidades. E prestar um serviço mais próximo da comunidade”, elenca o novo comandante. Já com edital lançado, o concurso para novos militares da corporação também é outra ação prevista para 2018. “Concurso público é um grande avanço para a corporação. Com esses 200 novos bombeiros na corporação vai dar uma possibilidade de um atendimento ainda melhor para a população”, completou o coronel que assume o comando após ser sub-comandante por três anos. “A intenção nossa é dar continuidade no trabalho já começado pelo comandante anterior, seguir o planejamento da corporação, da Sejusp, do Governo do Estado e dando continuidade nas entregas que a população precisa”, concluiu. A governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), participou da passagem de comando e comentou sobre os investimentos feitos pelo Governo do Estado e as previsões para 2018. “Durante três anos nós investimos, pelo MS Mais Seguro, R$ 90 milhões e o Corpo de Bombeiros foi uma das instituições contempladas. Foram 213 viaturas, alguns novos pelotões no interior, novos equipamentos. Há perspectivas para 2018 de investimentos de R$ 120 milhões. Hoje já há projeto para o Corpo de Bombeiros de Bonito. A área já foi doada ao Governo do Estado, o recurso já está disponível. E o concurso que já saiu o edital, são 400 vagas para a Polícia Militar e 250 para os bombeiros. É uma forma, em um momento delicado, de priorizar algumas áreas que não tem como esperar. E a Segurança é uma delas”, disse. Coronel Esli vai tomar posse agora como secretário-adjunto da Sejusp. “Nesses três anos a gente conseguiu graças a uma gestão do Governo do Estado que investiu, nós praticamente dobramos a nossa frota. Estávamos com uma estrutura antiga e conseguimos viaturas novas, equipamentos novos, vários investimentos em materiais. Balanço totalmente positivo, saio com dor no coração, porque deixo a minha casa para outra função. Mas existe uma nova missão e a gente vai empenhar para contribuir com nosso Estado e nossa sociedade”, comentou. CorreiodoEstado