24/08/2016 14h07min - Polícia
6 anos atrás

Operação contra tráfico de drogas sintéticas prende um em MS

Até o fim da manhã de hoje, foram 29 pessoas presas

Divulgação ► Esquema mantido pela quadrilha

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: A Gazeta News


A Polícia Civil do Rio Grande do Sul deflagrou, na manhã desta quarta-feira (24), uma ação contra o tráfico internacional de drogas sintéticas em 15 cidades de cinco estados. Até o momento, 29 pessoas foram presas na operação, batizada de Reflexo. Em Dourados, foi preso Rodrigo Leon Mamede, de 28 anos. Na casa dele, na Vila São Luiz, policiais fizeram busca. E dentro de um carro de Rodrigo, que estava estacionado, foram apreendidos 16 comprimidos de ecstasy, 8,7 gramas de substância conhecida como MD e cinco armas de fogo. Foram apreendidos veículos, armas, dinheiro, LSD, ecstasy, maconha e telefones celulares. São cumpridos 34 mandados de prisão e 47 de busca e apreensão no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. A quadrilha investigada importava ecstasy e LSD da Europa. As drogas também entravam no Brasil pelas fronteiras com o Uruguai e Paraguai. Os traficantes atuavam no litoral devido ao grande fluxo de pessoas no verão e revendiam as drogas sintéticas em festas de música eletrônica da região. As investigações duraram 10 meses e foram conduzidas pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) do Rio Grande do Sul, sob coordenação do delegado Thiago Lacerda. "A quadrilha desarticulada tinha um grau de sofisticação elevado. O trabalho começou no verão passado no litoral gaúcho, onde as drogas sintéticas eram vendidas e consumidas. Os criminosos tinham três rotas internacionais de tráfico. A droga que vinha da Europa provavelmente entrava no Brasil pelo aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre", conta o delegado Mario Souza, do Denarc. No Rio Grande do Sul, os mandados são cumpridos em cidades do Litoral Norte e da Região Metropolitana. No litoral, as ações ocorrem em Capão da Canoa, Tramandaí, Xangri-Lá, Osório e Terra de Areia. Porto Alegre, Viamão e Alvorada também são alvos da operação. Em Santa Catarina, os mandados são cumpridos em Balneário Camboriú, Itajaí e Navegantes; no estado de São Paulo, os alvos são na cidade de Guarujá; em Goiás, na capital Goiânia; e no Mato Grosso do Sul, no município de Dourados A ação deflagrada nesta quarta é coordenada pela Polícia Civil gaúcha, mas conta com o apoio das polícias dos outros quatro estados, com um total de 400 policiais envolvidos. CorreiodoEstado