04/10/2016 14h11min - Geral
6 anos atrás

Para atender demanda, frigoríficos de MS devem contratar em outubro

Outubro marca fim da entressafra no MS

Divulgação ► Frigoríficos de MS devem abrir novas vagas

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


A partir deste mês de outubro frigoríficos de 13 municípios de Mato Grosso do Sul devem abrir novas vagas. É que com o fim do período de entressafra e com a abertura da venda de carne bovina in natura para os países da UE (União Europeia) e mercado norte-americano a demanda vai aumentar, segundo previsão do presidente do STIAA/CG (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande e Região), Rinaldo Salomão. Em agosto, frigoríficos do Estado tinham demitidos mais de 200 funcionários por causa da entressafra. “Estamos muito otimistas com a volta de centenas de empregos que foram perdidos ao longo de mais de ano em nosso Estado. As dificuldades chegaram ao limite e agora deveremos retomar o crescimento do setor. Essas duas medidas tomadas em menos de 3 meses são uma prova disso. O setor de produção de carne vai voltar à sua força total, gerando emprego e renda para todos”, afirmou o sindicalista. Rinaldo acredita que vai ser grande o número a partir da segunda quinzena de outubro. A abertura do comércio bilateral de carne bovina com Estados Unidos foi formalizada pelos governos no dia 1º de agosto. Na época, Michel Temer comemorou o fato de a abertura do mercado norte-americano elevar a produção na cadeia produtiva da carne bovina e, em consequência, contribuir para a geração de emprego no setor. Em Mato Grosso do Sul, a área autorizada pela União Europeia engloba os municípios de Corumbá e Ladário, bem como a região localizada a 15 quilômetros das fronteiras das cidades de: Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas,Japorã e Mundo Novo. O restante do estado já tinha permissão para exportar carne in natura para a UE desde 2008. Segundo dados do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), o estado embarcou para a UE no acumulado de janeiro e maio de 2016, 2,730 mil toneladas de carne bovina, representando 6,06% do total do produto exportado por Mato Grosso do Sul no período, que foi de 44,995 mil toneladas. MidiaMaxNews