30/05/2016 14h13min - Geral
7 anos atrás

Parceria do governo com bancada federal garante R$ 140 milhões a MS

Saúde pública será principal beneficiária dor recursos

ChicoRibeiro ► Emendas vão beneficiar 33 cidades,

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) recebeu os parlamentares que integram a bancada sul-mato-grossense no Congresso Nacional para assinatura das emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União de um total de pouco mais de R$ 69 milhões. “Os deputados e senadores colocam as emendas direcionadas ao Governo do Estado, que totalizam R$ 70 milhões e nós vamos disponibilizar mais R$ 70 milhões de recurso próprios, para dobrar valor das emendas, desta forma teremos mais investimentos em infraestrutura, educação, assistência social e, principalmente, na saúde”, explicou o governador. Quando assumiu o governo, em 2015, Azambuja se comprometeu a dobrar o valor de emendas proposto por cada parlamentar ao orçamento da União, e incluem recursos dos ministérios da Saúde, das Cidades, Turismo, Agricultura, Desenvolvimento Agrário, Esportes, Justiça e do Desenvolvimento e Combate à Fome, além da Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste). Segundo o próprio governo tucano, serão beneficiadas com as emendas 33 prefeituras sul-mato-grossenses. O coordenador da bancada, senador Waldemir Moka (PMDB), destacou que todo o valor será empenhado e pago, já que fazem parte do chamado ‘orçamento impositivo’. “Com certeza o que foi feito aqui é uma grande conquista, pelo momento que os municípios passam hoje, por conta das quedas de FPM e ICM, todo nosso repasse está sendo utilizado nos custeios, precisamos de recursos para fazer investimentos”, disse o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Juvenal Neto (PSDB), prefeito de Nova Alvorada do Sul. Entre os autores das emendas assinadas estão próprio governador, já que existem emendas ainda de sua atuação como deputado federal, o ex-deputado Antônio Carlos Biffi PT), deputado Carlos Marun (PMDB), deputado Elizeu Dionízio (PSDB), ex-deputado Fábio Trad, deputado Geraldo Rezende (PSDB), deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM), senador Waldemir Moka, ex-senador Ruben Figueiró (PSDB), senadora Simone Tebet (PMDB), deputada Tereza Cristina (PSDB) e dos petistas Vander Loubet e Zeca do PT. Midiamax