22/01/2019 14h15min - Polícia
4 anos atrás

Polícia de MS inicia nova operação na fronteira com o Paraguai


Porã News ► Helicóptero da PM de MS leva oficiais da Polícia Nacional para região onde ocorreu sequestro

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


Forças da polícia de Mato Grosso do Sul iniciaram nesta terça-feira (22) mais uma operação na fronteira com o Paraguai. O objetivo da Operação Fronteira em Alerta é reforçar as ações contra as quadrilhas que travam uma guerra pelo controle do tráfico de drogas e de armas na Linha Internacional. Segundo o site Campo Grande News, o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública Antonio Carlos Videira informou hoje que a operação acontece de Ponta Porã a Sete Quedas, numa extensão de pelo menos 200 km de fronteira seca e cortada por estradas de terra e acessos sem qualquer fiscalização. Entre as forças policiais mobilizadas na operação estão o batalhão de choque da Polícia Militar, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) equipes da Polícia Civil e da Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). Guardas civis municipais de Ponta Porã também atuam na operação na cidade. O helicóptero da Polícia Militar também está sendo usado na operação. Há pouco, a aeronave decolou de Ponta Porã levando oficiais da Polícia Nacional do Paraguai para Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia (MS), onde o empresário Silvino Villalva Salinas, 65, foi sequestrado na manhã de hoje. Os policiais sul-mato-grossenses mobilizados na operação colaboram nas investigações sobre o sequestro. Dono de um armazém de grãos, Villalva foi levado de uma propriedade rural por volta de 9h30 desta terça-feira. Ele é cunhado do vereador de Capitán Bado Ronald Riveros Saucedo. O contato dos sequestradores foi feito com o vereador. Falando em guarani, o sequestrador exigiu o dinheiro até meio-dia. Policiais paraguaios estão mobilizados na Linha Internacional à procura do cativeiro onde Salinas é mantido.