31/03/2015 15h18min - Geral
8 anos atrás

Prefeito de Naviraí não acredita em irregularidade mas fatos serão apurados

irregularidade na Farmacinha

arquivo JCSul ► Prefeito léo Matos diz que apóia investigação feita pela Justiça

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: A Gazeta News


Prefeito Leo Matos diz que não prova e não há prejuízo ao erário público na distribuição de medicamentos na farmácinha - A operação do Ministério Público para fazer busca e apreensão de documentos, visa “prosseguir” com uma investigação (iniciada no ano passado) por suposta distribuição de medicamentos, de forma indevida, na Farmácia Municipal. A decisão judicial indeferiu a liminar integralmente frente ao pedido do MP, visto que não há comprovação da referida prática. De acordo com o despacho do Juiz não há prova concreta, nem mesmo prejuízo ao erário ou enriquecimento ilícito. A Prefeitura de Naviraí informa não acreditar na existência de irregularidade, mas que, qualquer ato isolado, que por ventura possa ter sido praticado por algum servidor deve ser apurado. Sobre o afastamento da Gerente de Saúde Anelize Coelho e do servidor Eder Felipe, a administração municipal acredita na conduta legal deles, porém respeita a decisão e apoia qualquer investigação. A Procuradora Gracieth Abrão Costa, informa que na época das buscas na farmácia não atuou para impedir qualquer ação do MP, apenas solicitou na ocasião o requerimento por escrito, para ter acesso aos documentos conforme determina a lei de ação civil pública. "Nós trabalhamos sempre para fazer o melhor, atendendo tudo e a todos, dentro do possível e da legalidade na área da saúde" disse o Prefeito Léo Matos, advertindo que fica entristecido por ser alvo de investigação em um trabalho que busca "unicamente salvar vidas". assessoria/W.Soares