03/08/2021 14h46min - Geral
10 meses atrás

Prefeitura de Naviraí lança o “Agosto Lilás”, na Câmara de Vereadores.

Coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher, Leila Matos, fez a abertura da campanha em discurso na Tribuna Livre.

TCHÊ PRODUÇÕES.  ► Coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher, Leila Matos.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


A Prefeitura de Naviraí, através da Gerência de Assistência Social, numa ação da psicóloga Leila Matos (Coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher) fez, na manhã de hoje (02-08), o lançamento da campanha “Agosto Lilás”. A abertura oficial foi durante discurso proferido na Tribuna Livre da Câmara de Vereadores de Naviraí.

Leila Matos destacou que o “Agosto Lilás” é uma das principais campanhas de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher e foi instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de divulgar a Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher.

 

Esta campanha nasceu em 2016, idealizada pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM), para comemorar os 10 anos da Lei Maria da Penha, reunindo diversos parceiros governamentais e não-governamentais. “Em Naviraí, estamos empenhadas na divulgação dos serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes”, informa Leila Matos.

 

De acordo com a Programação da Campanha “Agosto Lilás”, estão previstas ações de mobilização, palestras, entrevistas e lives visando consolidar uma grande campanha junto à sociedade, para que todos possam colaborar, efetivamente, no enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, que já alcançou um público aproximado de 306.000 pessoas em todo o Estado ao longo dos anos.

“Utilizaremos todos os meios online, posts nas redes sociais, entrevistas em rádios, sites e jornais, enfim, usaremos a tecnologia nesta campanha. Nossa meta é sensibilizar toda a sociedade, para que se engaje na campanha de prevenção e combate às mais diferentes formas de violência doméstica e familiar contra a mulher”, antecipa a coordenadora Leila Matos.

ASCOM