01/08/2016 11h38min - Geral
7 anos atrás

Queda de avião no Paraná deixa oito mortos

Queda de avião

yuri Braz ► A queda da aeronave será investigada pela policia e ANAC

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


Após a queda de um avião Navajo na cidade paranaense de Cambé, região metropolitana de Londrina, no último domingo (31), o IML (Instituto Médico Legal) confirmou que os oito mortos no acidente devem ser identificados por exame de DNA. De acordo com o jornal mato-grossense Folhamax, a aeronave saiu do aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, e caiu por volta das 21h, a 300 metros da UEL (Universidade Estadual de Londrina). Moradores afirmam que a queda foi sobre um barracão, onde havia seis caminhões carregados de combustível. O jornal fluminense Extra cita que entre os mortos, estão familiares do presidente da Fenatracoop (Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas do Brasil), o empresário e sindicalista Mauri Viana. As vítimas incluiriam sua ex-esposa Marilene Ribeiro dos Santos, as filhas de 15 e 14 anos e o neto de 9 anos, além da irmã de Marilene. Piloto e copiloto também morreram. Viana, que é dono do avião, atualmente é vereador e foi candidato a senador em 2014, no Paraná, pelo PRP. Eles voltavam de um casamento e Viana não estava no voo porque viajou em outra aeronave. A página do político no Facebook postou uma nota de pesar. “O presidente da Fenatracoop Mauri Viana não estava na aeronave que caiu. Ele, a atual esposa, filha e genro voaram em outro avião, um Baron minutos antes da saída do Navajo com destino a cidade de Caldas Novas, em Goiás”, diz o texto; midiamax