03/04/2017 13h35min - Política
6 anos atrás

Reinaldo defende Aécio e critica valor dado às ‘delações de bandidos presos’


Divulgação ► Reinaldo Azambuja reafirmou ua defesa em favor do senador Aécio Neves.

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reafirmou na manhã desta segunda-feira (3) sua defesa em favor do senador Aécio Neves, seu correligionário citado em publicação da revista Veja como beneficiário de um esquema de corrupção ligado à Odebrecht no período que governou Minas Gerais. Para o mandatário sul-mato-grossense, “muitas vezes a palavra de um delator que é o bandido preso tem muito mais valor que a verdade que precisa ser estabelecida”. Azambuja foi um dos governadores do PSDB que assinou nota partidária em apoio ao senador e ex-candidato à Presidência da República. Durante agenda em Dourados, a 228 quilômetros de Campo Grande, o chefe do Executivo estadual foi questionado pelo Jornal Midiamax sobre eventual prejuízo que essa manifestação pública poderia trazer a seu projeto de reeleição em 2018, mas disse manter o posicionamento. “A nota é bem clara que nós não somos contra nenhum tipo de investigação. Deve ser feita, e quem cometeu algo errado é que seja punido. O que não pode é principalmente essas publicações mentirosas. Isso que foi publicado na mídia é uma mentira, não tem nenhum cabimento. E por isso que precisa ter, principalmente a imprensa, responsabilidade. Quem diz do futuro é a população. Quem vier a ser candidato no futuro terá ou não respaldo da população se tiver confiança”, afirmou. Sobre a denúncia publicada pela revista Veja, na qual o ex­presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Junior, afirma que Aécio recebeu depósitos em uma conta bancária sediada em Nova York, nos Estados Unidos, operada pela irmã do senador, Andréa Neves, como ‘contrapartida’ ao atendimento de interesses da Construtora em obras com participação do governo mineiro, Azambuja classificou como uma mentira. “É inaceitável que você tenha colocado o nome de inúmeras pessoas na lama sem o mínimo direito do contraditório e principalmente com factóides mentirosos. Aquilo que foi publicado não tem a menor sintonia com a verdade. Então o PSDB, não é o Reinaldo, todos os governadores, todos os senadores, deputados federais e ex-presidente, se manifestaram. Queremos apuração sim, queremos a verdade estabelecida sim. Mas precisa ter muito cuidado, porque hoje infelizmente estão jogando nome de pessoas e reputação de anos de serviço prestado pelo bom serviço público na lama sem o mínimo direito do contraditório e muitas vezes a palavra de um delator que é o bandido preso tem muito mais valor que a verdade que precisa ser estabelecida", disse. "Fizemos a nota conjuntamente e quem deve dar esses esclarecimentos é quem divulgou essa matéria que não tem o menor cunho de responsabilidade e quanto mais da verdade naquilo que foi escrito”, pontuou o governador de Mato Grosso do Sul. MidiaMaxNews