14/01/2016 13h37min - Política
7 anos atrás

Reinaldo entra de férias e Rose vai cuidar de cidades em emergência

Governador ficará 15 dias afastado do governo

JessicaBarbosa ► Rose destacou que auxílio a municípios atingidos pela chuva será sua prioridade

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Midiamax News


O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) transmite o cargo oficialmente nesta quinta-feira (14) à vice-governadora (PSDB), já que entrará de férias amanhã (15) e pretende ficar 15 dias longe do comando do Estado. Rose afirmou que a prioridade é dar andamento às ações já definidas pelo governo. Ela revelou que ontem, quarta-feira (13) ficou reunida por uma hora e meia com o governador, para definirem o planejamento durante afastamento. A primeira agenda oficial da tucana em substituição ao governador será um encontro com o novo comandante da Base Aérea de Campo Grande, marcada para esta sexta-feira (15). Governador e vice também definiram destacar uma atenção especial aos 26 municípios do Estado que já decretaram situação de emergência em virtude das fortes chuvas. “O governo já tem prestado auxílio nas cidades atingidas e eu pretendo visitar algumas”, revelou Rose. O governador destacou que já existem 13 equipes mobilizadas pela administração estadual para atendimento dos municípios em situação de emergência. “Se parar de chover o fundamental é liberar acessos para garantir o ir e vir e a segurança das pessoas e trabalhar para que a chuva não prejudique a colheita”, afirmou Reinaldo. Férias Azambuja não revelou seu destino de férias, revelou apenas que ficará uma semana fora do Estado, e uma semana em Mato Grosso do Sul. Durante a cerimônia oficial de transmissão do cargo, com autorização da Assembleia Legislativa, que aconteceu na manhã de hoje na governadoria, a vice-governadora brincou com o correligionário pedindo para que ele 'deixasse a caneta'. Reinaldo respondeu dizendo que não podia, já que o bem é um presente dado por sua mãe há mais de uma década. "Aqui não tem uma caneta só. Temos uma gestão compartilhada, porque ninguém governa sozinho. Cada secretário tem autonomia e é comprometido com resultados", disse o governador. Já Rose, aproveitou para dizer a Reinaldo que quando ele voltar, encontrará um "Mato Grosso do Sul um pouco mais desenvolvido". Midiamax